simplesmente delícia

7 de março de 2013

  • Na pressa de postar logo essa receita eu esqueci de especificar uma parte do preparo do peixe. Editei a receita em 08/03/2013. Mil desculpas por qualquer contratempo.

  • Em outra encarnação eu devo ter sofrido alguma grave penúria de comida porque eu adoro comida preservada. Quer dizer, eu adoro picles (preservação no vinagre), confit (comida preservada no óleo), comidas defumadas e salgadas, etc.; Além de gostar do sabor, adoro a versatilidade que elas têm. Um salmão como este, preservado no azeite, pode ser servido no aperitivo, pode fazer parte de uma salada, de um sanduiche delicioso com cream-cheese, misturado numa massa quente, pode ser servido puro com coalhada (meu almoço hoje) etc.
  • Esse processo também fica delicioso com atum fresco. A versão caseira e infinitamente melhor do ‘atum em lata’. Mas para o atum, não salgue o peixe antes e despeje o azeite ainda quente nele. Prossiga como para o salmão.
  • ingredientes

  • 700 gramas de filé de salmão, sem pele
  • Aproximadamente 1 kg de sal grosso
  • 500 ml de um bom azeite de oliva extra virgem
  • Cascas de 1 limão
  • ½ colher de sopa de grãos de pimenta do reino
  • 6 a 8 ramos de tomilho fresco
  • 3 folhas de louro
  • modo de preparo

  • 1.       Ponha sal grosso no fundo de uma vasilha e pouse o file de salmão em cima. Cubra com mais sal grosso, vede a vasilha com filme plástico e leve a geladeira por 6 horas. Depois disso, descarte o sal. Lave o salmão em agua corrente e seque-o bem com papel absorvente (lave e seque duas vezes para eliminar bem o sal). Reserve o peixe.
  • 2.       Ponha o azeite e todos os outros ingredientes menos o salmão numa panela. Leve ao fogo baixo até começar a formar bolhas. Não deixe ferver de jeito nenhum! Assim que começar a formar bolhinhas, tire do fogo e deixe esfriar. Se você tiver um termômetro de cozinha, o azeite tem que esquentar até 70 graus.
  • 3.       Enquanto isso, corte o salmão em fatias de 1 cm de espessura. Ponha numa vasilha de vidro ou porcelana. Eu usei uma vasilha quadrada de 22 centímetros. Quando o azeite estiver à temperatura ambiente, derrame-o por cima do salmão, com os condimentos. Cuide para que todos os pedaços do peixe estejam submersos no azeite. Cubra bem com filme plástico e leve a geladeira por no mínimo 12 horas. O ideal é fazer de véspera. Retire da geladeira 30 minutos antes de servir.

Outra Boa Idéia: Gravlax (Salmão Curado)

3 de março de 2013

  • É curioso mesmo como a minha cabeça funciona. Ou pelo menos, como ela funciona em relação à comida. Para mim o café da manhã não é muito importante. Quer dizer, a única coisa importante é o meu café e talvez, as minhas xícaras. Adoro minhas xícaras. Estou convencida de que o café tem outro gosto quando tomo em uma das minhas três ou quatro xícaras. Mas em relação à comida do café da manha, raramente saio da rotina: minha granola com leite desnatado, ou duas fatias de pão com cottage e o dia já pode começar.
  • Porem, nos finais de semana, quando o tempo parece sobrar, gosto de brincar. Às vezes panquecas, perene preferidas dos filhos, às vezes panquecas de forno, minha favorita, com bastante limão, e hoje, omelete de frutas. Sim, omelete de frutas doce. Tinha maçãs em casa então as aproveitei mas tenho certeza que bananas ou morangos ficam uma delicia aqui. E como hoje estou particularmente feliz, o dia está lindo, a temperatura está normal, os filhos estão calmos e a vida promete boas coisas, adicionei um espirro de Grand Marnier, que é meu álcool preferido.
  • ingredientes

  • 2 maçãs pequenas
  • 2 colheres de sopa de manteiga (sem sal de preferencia)
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • 3 ovos
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • 1 ou 2 colheres de sopa de Grand Marnier ou Rum ou qualquer outro álcool que te apeteça
  • modo de preparo

  • 1.       Descasque as maçãs e pique-as em pedaços pequenos/médios.  Derreta 2 colheres de manteiga numa frigideira de preferencia antiaderente (para essa quantidade de ovos, uma frigideira de 26 centímetros é perfeita). Junte as maçãs picadas e a colher de açúcar e refogue em fogo médio/baixo, até elas estarem ligeiramente caramelizadas e macias.
  • 2.       Enquanto isso, ponha os ovos, a colher de açúcar e o álcool se for usar, numa pequena vasilha e bata com um garfo somente até juntar bem todos os ingredientes.
  • 3.       Quando as maças estiverem macias, derrame devagar o ovos em cima delas, abaixe o fogo e deixar cozinhar por 10 minutos ou até os ovos secarem por cima. Polvilhe com açúcar e sirva imediatamente.
Outras Boas Idéias: Pancakes (americanos) e Croissants de Amendoas

27 de fevereiro de 2013

  • Acho que já mencionei por aqui antes que as vezes as coisas mais obvias são as menos evidentes. Esse bolinho de abobrinha por exemplo, faz parte do cardápio de sempre aqui em casa e talvez por isso não tenha pensado em postar a receita por aqui. É tão simples, tão fácil de preparar, que passou despercebido no crivo que me implementei de receitas para o blog. Mas outro dia postei no Facebook uma foto de um prato aonde esse bolinho tinha um papel coadjuvante, e qual não foi minha surpresa quando a invés de curtirem o molho de gorgonzola, verdadeira estrela da foto, os olhos dos amigos que fazem partem essa comunidade só enxergavam o dito bolinho.
  • Então aqui vai a receita, perene favorita aqui em casa. Experimente também fazê-los com cenoura (cozinhando-as previamente no vapor) e usar outras ervas frescas (manjericão fica uma delicia). Você também pode grelhar os bolinhos para reduzir o aporte calórico.
  • Essa receita faz aproximadamente 7 bolinhos.
  • ingredientes

  • 2 abobrinhas medias (4 copos de abobrinha ralada grosso)
  • 2 boas pitadas de sal
  • 1/3 copo de cebolinha picada
  • ½ copo de salsinha picada
  • ½ copo de farinha de trigo
  • ¼ copo de leite
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • modo de preparo

  • 1.       Rale as abobrinhas no ralo grosso. Ponha-as num escorredor e salpique o sal por cima. Mexa com cuidado e deixe repousar por no mínimo uma hora. Isso é muito importante para retirar toda a agua da abobrinha. Ponha uma vasilha em baixo do escorredor.
  • 2.       Quando estiver pronta para usa-las, aperte ligeiramente as abobrinhas entre as mãos para acabar de retirar toda a agua. Ponha-as numa vasilha media com o resto dos ingredientes (menos o azeite). Mexa bem, com cuidado.
  • 3.       Esquente o azeite numa frigideira antiaderente. Usando uma pequena concha, ponha um pouco do creme de abobrinhas no azeite quente. Doure de um lado, antes de virar o bolinho para dourar o outro lado. Cada lado leva uns dois minutos. Retire com uma espátula e ponha em cima de papel absorvente enquanto doura os outros bolinhos.  Sirva puro ou com molho de iogurte.

Outra Boa ideia: Vagens e Abobrinhas com Molho Verde

23 de fevereiro de 2013

  • Vocês já viram uma pessoa apaixonada? Daquelas que sonha acordada (além de dormindo, logico), que faz olhares languidos dirigidos ao seu amor, que esquece a hora do dia, que não se lembra de como era a vida antes desse tsunami? Essa sou mais ou menos eu depois de comer essa salada. Eu realmente sonhei com ela antes de prepara-la, e depois dela pronta, me enamorei por completo. E depois do ultimo post um pouco melancólico, nada como uma receita com uma vibração feliz para seguirmos os trabalhos.
  • O udon é uma massa japonesa. Encontra-se em lojas de produtos orientais e também em bons supermercados. Aqui no Rio de Janeiro, ver na Vitara, Supermercados Mundial. Pão de Açúcar, etc.
  • Serve 3 a 4 pessoas como prato principal.
  • ingredientes

  • 500 gramas de abobora madura (pesada sem casca)
  • 1 pepino japonês grande ou 2 pequenos (ou use o pepino comum e descasque-o antes de usar)
  • 2 ou 3 colheres de azeite
  • 250 gramas de udon
  • 3 rabanetes pequenos
  • 2 colheres de sopa de gergelim cru
  • ½ copo de cebolinha picada
  • ½ copo de salsinha bem picada
  • 60 ml de vinagre de arroz (ou vinagre de vinho branco)
  • 120 ml de óleo de girassol
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • Sal e pimenta do reino
  • modo de preparo

  • 1.       Pré-aqueça o forno a 200 graus. Forre um tabuleiro pequeno com papel manteiga. Pique a abobora em pedaços pequenos. Misture com o azeite e tempere com uma boa pitada de sal. Misture tudo bem e disponha os cubos de abobora no tabuleiro preparado, tomando cuidado para os pedaços ficarem em uma só camada. Leve ao forno até eles assarem e estarem ligeiramente caramelizados: isso pode levar de 45 mns até 1 hora dependendo do frescor da abobora. Retire do forno e deixe esfriar.
  • 2.       Enquanto isso, pique o pepino em fatias medias. Não as faça muito finas pois ele amolece rápido e queremos o pepino com textura. Eu usei uma mandolina para fazer tiras grossas. Ponha os pepinos numa peneira, salpique de sal e misture delicadamente. Deixe escorrer em cima de uma tigela por 30 minutos pelo menos.
  • 3.       Ponha uma panela grande de agua salgada para ferver. Quando estiver fervendo, ponha o udon e cozinhe por 6 a 7 minutos (ou o que estiver especificado na embalagem). Quando estiver pronto, escorra imediatamente e deixe escorrer agua fria por cima para cessar o cozimento. reserve.
  • 4.       Corte os rabanetes em fatias bem finas. Eu usei o fatiador do processador de alimentos.  Toste as sementes de gergelim numa panela ou frigideira pequena, mexendo a panela de vez em quando. Não desgrude o olho da panela pois o gergelim queima rápido. Assim que você começar a sentir o perfume do gergelim, retire do fogo.
  • 5.       Junte o udon frio com as aboboras assadas, o pepino, o rabanete e as sementes de gergelim. Adicione a cebolinha picada e a salsinha. Separadamente, misture numa vasilha o vinagre de arroz com o açúcar e sal. Misture até dissolver o açúcar. Adicione então o óleo de girassol e entorne tudo na salda. Misture com cuidado e sirva fresco.

Outras Boas Ideias: Massa com Molho Cremoso de Limao Siciliano e Pissaladière (pizza)

19 de fevereiro de 2013

  • Panquecas, ou ‘crèpes’ com eu as chamo, são um pedacinho de minha infância. Quando eu estou triste e desanimada, é exatamente do que eu tenho vontade.  Com um pedacinho eu volto correndo para um passado talvez distante em números, mas muito próximo em vividez, quando a infância faz agente acreditar num Mundo mais justo, em uma vida (quase) sem problemas, em amores sem fim. E com um pedacinho de ‘crèpe’ com açúcar e Grand Marnier, eu passo a achar que as coisas tem solução sim, que os problemas não são tão grandes quanto eles me fazem parecer, que o Mundo tem jeito, que as pessoas não são tão ruins, que apesar do calor que está fazendo no Rio de Janeiro, essa cidade continua linda (ok, essa eu não tenho certeza que a panqueca ajude…).
  • Eu tenho a impressão de que muitas pessoas acham panquecas um pouco assustadoras, mas elas realmente são fáceis. A qualidade da frigideira faz diferença aqui.
  • Dicas:
  • - para uma massa mais leve, use metade leite, metade agua. Ou cerveja.
  • - o repouso da massa é necessário para umedecer o amido da farinha, o que torna as panquecas mais leves. Mas…
  • - Se você está sem tempo para esperar uma hora, use o leite quente na hora de preparar a massa. Se você for usar cerveja, o tempo de espera é necessário (tem a ver com o fermento da cerveja).
  • - Doure as panquecas sempre em fogo médio/alto. Um fogo baixo vai resseca-las pois vão cozinhar por mais tempo.
  • -Se a massa estiver grossa demais, junte 1 ou 2 colheres de sopa de agua.
  • - Ao invés de manteiga, você pode usar óleo na massa.
  • - Para fazer panquecas salgadas, reduza a quantidade de açúcar para 1 colher de chá. Mas não esqueça, açúcar, assim como sal, é um tempero.
  • - Use uma frigideira pesada, de boa qualidade, para que a massa doure por igual. Fica mais fácil se a frigideira for antiaderente.
  • - Não se preocupe em fazer a panqueca saltar da frigideira com uma mão em manobras pirotécnicas! Não faz diferença se você virar a panqueca com os dedos ou com uma espátula!
  • Essa receita faz 12 panquecas de 22 centimetros aproximadamente.
  • ingredientes

  • 250 gramas de farinha de trigo
  • 3 ovos
  • 500 ml de leite (ou 250 ml de leite e 250 ml de agua)
  • 30 gramas de manteiga derretida ou azeite de oliva (2 colheres de sopa)
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • 2 colheres de sopa de Rum, Conhaque, Cachaça, etc. (opcional)
  • modo de preparo

  • 1.       Se você tem um liquidificador, ponha ovos e leite no copo do mesmo. Bata um pouco e em seguida adicione a farinha e o resto dos ingredientes.  Bata até formar um creme homogêneo. Pare o liquidificador e deixe a massa repousar pelo menos uma hora. Eu deixo a massa no próprio copo do liquidificador e o deixo na geladeira.
  • 2.       Na falta de um liquidificador, ponha a farinha, sal e açúcar numa vasilha. Adicione a metade do leite devagar, misturando com uma espátula. Quando o leite estiver incorporando junte os ovos (previamente levemente batidos), o resto do leite, a manteiga derretida, o sal e o açúcar, e o álcool se for usar. Misture bem até formar um creme homogêneo e deixe a massa repousar pelo menos uma hora.
  • 3.       Esquente uma frigideira de bordas baixas em fogo médio/alto. O fogo baixo resseca a crepe.  Derreta um pouco de óleo ou manteiga na frigideira e retire o excesso com um pedaço de papel absorvente. Mantenha a vasilha com a massa do lado do fogão. Usando uma pequena concha, derrame massa na frigideira quente e rapidamente mexa a frigideira de um lado para o outro, espalhando a massa por toda a superfície.
  • 4.       Deixe a massa dourar até as bordas começarem a soltar. Levante um pouco a massa com os dedos ou com uma espátula para ver se a panqueca está levemente dourada. Se estiver, vire-a para dourar o outro lado. É muito rápido, aproximadamente 1 minuto de cada lado.  Entorne a panqueca pronta em um prato e retorne imediatamente a frigideira para o fogo para continuar a preparar outras. Se necessário, aqueça o forno em temperatura bem baixa e mantenha as panquecas ali, cobertas de papel alumínio enquanto termina de preparar todas.
  • 5.       Você pode congelar as panquecas prontas, separando-as com um pedaço de papel manteiga.
Outras Boas Idéias:  Panquecas de Forno e Pancakes (as americanas)

« Página anterior - Próxima página »