simplesmente delícia

25 de setembro de 2009

Não resta a menor duvida que eu não sou fã incondicional de sorvetes. Quer dizer, raramente perco meu tempo indo atrás de sorvete em lojas mas aqui em casa é outra historia. Tenho uma sorveteira que uso esporadicamente, é verdade. Mas quando uso, vira uma obsessão. Quer dizer, é aquela velha historia, para fazer tem que fazer super bem feito. E eu estava meio obcecada com a idéia desse sorvete há algum tempo. Você sabe, eu ganhei um livro do meu querido pai que é uma jóia. Literalmente. Não, não, não estou exagerando. Tem preço de jóia, é bonito como uma e me é precioso como tal. Quando em Paris da ultima vez, eu amarelei e acabei não comprando. Mas não se engane. Comprei muitos outros livros mas acho que na hora H, não tive coragem pra esse. Mas vocês sabem como é: um olhar languido, um chorinho aqui e outro ali, um gemido de tristeza e meu pai estava perdido: 3,760 kg de livro na bagagem! Ele não é o máximo?? Ah mas eu também sou! Quando eu volto- e espero que não tenha ninguém da alfândega do Rio lendo meu blog- minha mala volta cheia de Brie au lait cru (rodas inteiras, senão não vale), tommes de Savoie (inteiras, obviamente), garrafas de vinhos, alem claro, de umas 32 revistas e jornais que ele devora como se não existisse essa coisinha pratica chamada internet…

Enfim, voltando ao livro, PH (como Pierre Hermé é conhecido) é uma constante inspiração. Assim como o Ferran Adrià nos salgados, PH revolucionou a pâtisserie no século 20. E esse livro, um catalogo de todas as suas receitas, é um testamento a sua genialidade. E foi nele onde primeiro vi uma receita parecida com essa. Na realidade uma mistura de sorbet de framboesas com sorvete de canela caramelizada e molho de figos. Devido a sua complexidade (glicose atomizada, estabilizador para sorvetes), adaptei a receita para um uso mais caseiro. E aproveitei um jantar na casa  de amigos queridos para servir com os biscoitinhos de amêndoas.

Como não sou nenhum a expert em sorvetes, segue o link do grande  David Lebovitz para tutorial sobre como fazer sorvete sem maquina.

  •  ingredientes

  • 1 ¼ copos de açúcar
  • 6 bastões de canela
  • 3 copos de leite
  • 1 copo de creme de leite fresco
  • 1 pitada de sal
  • 10 gemas de ovos
  • 400 gramas de figos cristalizados, picados sem o talo mais duro.

  •  
  • modo de preparo

  • 1. Com um martelo ou um rolo, quebre bem os bastões de canela. Ponha-os numa panela grande e junte 1 copo de açúcar. Leve ao forno médio até formar um caramelo. Cuidado com o ponto do caramelo: queremos uma bela cor âmbar, mas não deixe queimar para não ficar com o gosto amargo. Se começar a sair fumaça, é que o caramelo está queimando! Tire logo a panela do fogo!
  • 2. Assim que chegar ao ponto certo, entorne o leite e o creme de leite no caramelo. Muito cuidado nessa hora porque a mistura vai borbulhar ferozmente. Misture até dissolver todo o caramelo.
  • 3. Enquanto o caramelo estiver dissolvendo em fogo baixo, bata as gemas de ovo com o sal e o ¼ de açúcar na batedeira. Diminua a velocidade da batedeira e acrescente, pingando, um pouco do creme de caramelo. Faça isso bem devagar para não cozinhar as gemas. Adicione pelo menos 1 copo do caramelo nas gemas, sempre bem devagar.
  • 4. Pare a batedeira e, fora do fogo, entorne todo o creme de gemas na panela. Leve ao fogo baixo e misture com uma espátula até formar um creme bem espesso. Se você tiver um termômetro de cozinha, cozinhe até 85ºC graus. Retire a panela do fogo e misture sem parar durante uns 5 minutos para esfriar o creme. Você pode também por a panela numa vasilha com gelo para o creme parar de cozinhar mais rápido.
  • 5. Não peneire o creme agora! Quando estiver a temperatura ambiente, ponha numa vasilha, tampe e leve a geladeira por no mínimo 24 horas.
  • 6. Retire a vasilha da geladeira e passe o creme por uma peneira para retirar os pedaços de canela. Descarte-os. Prossiga com o creme seguindo as instruções de sua sorveteira. Quando o sorvete estiver pronto, acrescente os figos picados misturando com uma espátula. Leve ao freezer.
  •  
  • Outra Boa Idéia: Sorvete de Limão

 

19 comentários

  1. Chris disse

    25 set 2009, 11:23 am

    é o máximo ter um pai que não mede esforços pra alegria de sua filha ! que bom q estes 4 kilos de livro te dão tanta inspiração pra adaptar uma receita maravilhosa como essa!

  2. Sarinha disse

    25 set 2009, 11:27 am

    Flávia, que diferente esse sorvete!! Ameiiiii a combinação! Deve ficar divina!

    Bjos

  3. Moira disse

    25 set 2009, 11:59 am

    Uma maravilha esse gelado.
    Creio que mesmo sem os figos ele já deve ser bom demais, e eu deixei passar mais um ano sem comprar sorveteira.
    O livro deve merecer os kilos que tem hehehe
    Beijos
    Moira

  4. pipoka disse

    25 set 2009, 1:57 pm

    Três sabores a que não resisto: figos, canela, caramelo.
    Nunca pensei que pudesse existir um sorvete que fosse tão de encontro aos meus desejos…

    bjs

  5. adri haddad disse

    25 set 2009, 6:58 pm

    oi flavia!
    eu PRECISO fazer esse sorvete…vc acha que eu consigo SEM a sorveteira?bjks

  6. Gisele disse

    25 set 2009, 7:12 pm

    Nossa! Fiquei com água na boca só de imaginar o sabor!

    Parabéns, seu site é lindo e muito inspirador. Já coloquei um link dele no meu twitter.

    bjs

    Gisele

  7. flaviapantoja disse

    25 set 2009, 7:42 pm

    Adri: Já pensando nisso inclui no post o link do David lebovitz, que é mestre em sorvetes, onde ele ensina como fazer sorvete sem maquina.  Não sei dizer se fica identico, mas vale uma conferida!!  bjs!

  8. flaviapantoja disse

    25 set 2009, 7:43 pm

    Pipoka: o sorvete ficou uma delicia mesmo! Eu tambem adoro canela, alias, adoro todas as especiarias, mas com caramelo, entao, ficou melhor ainda! :) Bjs!

  9. Gasparzinha disse

    26 set 2009, 3:50 pm

    Que loucura é esta? :)
    Eu adoro gelado de canela e foi dos primeiros que fiz, seguindo a receita do David Lebovitz.
    Imagino este, sem os figos, na companhia de uma tarte de maçã…

    Levo a receita comigo, pois esta vou ter que fazer.

    Beijinhos.

  10. Nina disse

    26 set 2009, 4:27 pm

    Gosto de canela, mas foi inevitável imaginar quantas outras especiarias combinariam com o figo no sorvete.

    bjo

  11. Canela disse

    26 set 2009, 4:38 pm

    Bem Flavia….com esse autor…com esses ingredientes…e feito pelas tuas mãos habilidosas,só podia sair P-E-R-F-E-I-T-O!
    Vou copiar,não resisto.
    Bom fim de semana!

  12. Vini disse

    27 set 2009, 9:57 pm

    Não sou fã de figos, mas a aparência do sorvete é irresistível. Obrigado pelo link que explica como fazer sorvete sem máquina! Imagino que este - e outros - sorvete(s) caiam muito bem com aquela massa de biscoito da sorte chinês, ou mesmo o que aqui em São Paulo chamam de biju… Você saberia alguma boa receita desta massinha?

  13. flaviapantoja disse

    27 set 2009, 10:07 pm

    Oi Vini: eu nunca fiz esse tipo de biscoito mas gostei da sugestão e vou anotar na minha lista de coisas para pesquisar! Realmente ficaria bom com qualquer sorvete! Obrigada pela dica! Um bj, Flavia

  14. Carol disse

    28 set 2009, 11:26 pm

    é nessas horas que me doi não ter uma sorveteira. E esse livro então…Sonho de consumo. Grande beijo

  15. AndreaDomingas disse

    30 set 2009, 4:26 am

    Flávia vou resumir: o máximo este sorvete! Já copiei! Obrigada por adaptar a receita para nós!!!
    Bjs

  16. Camila disse

    15 out 2009, 6:43 pm

    Flavia, já que vc mencionou o PH, gostaria de tirar uma dúvida. Comprei o livro Larousse das Sobremesas dele e tentei fazer a receita de pão-de-ló mas parecia muito estranha e não deu certo. Ela não indicava nem forma nem tempo de forno. Já li em alguns blogs que a Larousse do Chocolate, que é dele tb tem uma receita do Suzy’s Cake bem diferente da que tem no livro Chocolate Desserts dele e dá errado. Será que meu livro das sobremesas tb é furada, vc conhece?

  17. flaviapantoja disse

    15 out 2009, 9:26 pm

    Camila: nao conheço esse livro mas os 2 livros dele que eu tenho são muito bons. Um dos problemas pode ser a traduçao: eu ja vi erros serios de traduçao nos livros por aqui. De uma forma geral, as receitas dele não são principiantes. Quer dizer, eu não aconselho comprar livro dele para fazer o basico. O proprio livro PH, que eu menciono no texto, é basicmante um livro de inspiraçao pois as receitas são muito complexas. De qualquer forma, nao tem desculpa a receita estar errada no livro. Se voce puder me repassa ela para eu dar uma olhada. Voce ja tentou “googlar ” para ver se consegue a receita original, e assim checar se tem algum erro de tradução??

    Um beijo

    Flavia

  18. cedina aparecida gonçalves disse

    13 out 2011, 12:24 am

    muito gostozo eu amei

  19. cedina aparecida gonçalves disse

    13 out 2011, 12:24 am

    delicai

Trackback URI | RSS de Comentários

comente!

Mensagem