simplesmente delícia

24 de setembro de 2012

  • Eu acho que já mencionei por aqui que não sou muito fã de cozinhar só para mim. Se por algum motivo estou sozinha, eu acabo comendo um pedaço de queijo, uma fatia de pão torrado com cottage ou um monte de tomates com vinagre balsâmico. E vou comendo isso por uns dois dias, até que começo a ficar ligeiramente irritada e não menos faminta. O problema é que eu sou uma pessoa que não gosta de lanchar. Não curto muito sanduiche e comidinhas, pães com frios, etc. Fico sempre com a sensação de não ter me alimentado direito, isto é, nem bem, nem o suficiente.  Gosto mesmo é de prato de comida. Gosto de arrumar a mesa, sentar na frente do prato e sentir que estou me alimentando. Mas quando estou sozinha, esse processo se perde e eu não fico nada feliz até que por força das circunstancias- e do mau humor- acabo fazendo alguma comida que no meu dicionário, intitulei ‘verdadeira’. E essa salada de arroz resultou de um momento desses, e mais uma vez, de uma inspiração do meu querido Ottolenghi. Adaptei ao Brasil usando castanhas do Pará e de Caju mas use qualquer noz que estiver à disposição. Só me prometa que vai fazer as cebolas caramelizadas: elas dão o toque magico desse prato.
  • ingredientes

  • 1 copo de arroz basmati
  • 1 copo de arroz Ráris 7 Grãos Integrais
  • 2 colheres de azeite de oliva
  • 2/3 copo de castanhas do Para
  • 2/3 copo de castanhas de caju (sem sal)
  • 2 colheres de sopa de óleo vegetal (canola, girassol)
  • 2 cebolas médias
  • 2 copos de rúculas ou agrião
  • 1 copo de salsinha picada
  • ½ copo de manjericão ou hortelã
  • 50 ml de suco de limão (1 ou 2 limões)
  • 80 ml de azeite de oliva
  • Sal e pimenta
  • modo de preparo

  • 1.       Ponha duas panelas medias com agua salgada para ferver. Quando a água das panelas estiver fervendo, ponha numa das panelas o arroz basmati e ligue o cronometro para 11 minutos. Na outra panela ponha o arroz Ráris e ligue outro cronometro pra 30 minutos. Quando os cronômetros apitarem, escorra o arroz basmati e em seguida o Raris, em peneira grande, passando embaixo de agua fria para cessar a cocção. Escorra-os bem e reserve numa vasilha grande para acabar de esfriar.
  • 2.       Corte as cebolas em fatias bem finas. Esquente o óleo numa frigideira e doure as cebolas e uma pitada de sal no fogo médio/alto, mexendo sempre com uma espátula, até elas caramelizarem nas pontas e ficarem ainda um pouco macias no meio.  Vão levar uns 5 minutos. Escorra e descarte a gordura, e ponha as cebolas fritas para escorrer no papel absorvente.
  • 3.       Volte a frigideira para o fogo e ponha nela o azeite. Deixe-o esquentar e doure as castanhas com uma pitada de sal misturando sem parar. Preste bem atenção porque elas queimam rápido. Retire do fogo e reserve.
  • 4.       Lave e seque as folhas verdes e as ervas. Misture as folhas e ervas aos dois tipos de arroz, com cuidado. Numa pequena vasilha, misture o suco de limão com sal e pimenta. Adicione o azeite, misture e derrame a vinagrete na salada, misturando com cuidado. Entorne a vinagrete aos poucos, para deixa-la úmida a seu gosto. Deixe a salada absorver a vinagrete de limão por uns 5 a 10 minutos antes de servir. Arrume no prato de servir, com as castanhas e as cebolas arrumadas em cima.

Outra Boa Ideia: Salada de Frango e Mangas com Molho de Curry

 

6 comentários

  1. Vanderleia disse

    25 set 2012, 3:20 pm

    Oi Flávia também fico com a sensação de que não me alimentei direito quando faço lanches.Mas não conseguiria fazer pouquissima comida somente para mim.Parece que não fica com o mesmo sabor.Preciso provar essas cebolas carameladas, tenho visto tantas receitas com elas que estou curiosa por provar.Beijos querida e tudo de bom.

  2. Tânia Constantino disse

    28 set 2012, 8:11 am

    Olá.
    Vim conhecer e adorei esta receita.
    PArabéns pelo blog.
    Beijinho
    http://1000sabores1000maneiras.blogspot.pt/

  3. Amanda Pessoa disse

    28 set 2012, 1:04 pm

    Oi, Flávia,
    Achei lindos o prato e o blog, além de ter ficado curiosa com uma coisa: esse arroz fica bom quente, sem as folhas?
    Beijo

  4. flaviapantoja disse

    28 set 2012, 2:16 pm

    Oi Amanda, a vinagrete é fria, então acho que o ideal é o prato morno ou à temperatura ambiente. Mas logico que voce pode adaptar o prato sem a vinagrete, e comer quente com as cebolas e castanhas. Um bj, Flavia

  5. Eliza disse

    04 fev 2013, 3:13 pm

    Flávia,

    Pode substituir o arroz basmati por arroz branco, integral…?

    Obrigada e parabéns pelo blog sempre delicioso de ler!

  6. flaviapantoja disse

    04 fev 2013, 11:49 pm

    Eliza, voce pode substituir por qualquer arroz, porem eu acho o arroz branco muito comum aqui. Prefiro o arroz integral nessa receita. Um bj, Flavia

Trackback URI | RSS de Comentários

comente!

Mensagem