simplesmente delícia

Arquivo de setembro de 2012

30 de setembro de 2012

  • O concurso foi hoje, segunda-feira 08 de outubro, e a Rebeca Viana ganhou o livro com sua Moqueca de caju! Parabens Rebeca!
  • Quem já me acompanha há algum tempo sabe que eu como muito pouca carne, tanto branca quanto vermelha. Não é exatamente uma filosofia de vida - apesar de achar que tanto para a saúde quanto para o meio ambiente, menos carne é melhor mesmo - mas sim uma preferencia minha. Gosto muito de algumas carnes (costela de boi e carneiro me tiram do serio!) mas mesmo elas, como raramente. Então foi um prazer enorme para mim conhecer o livro da Rose Elliot, A Cozinha Vegetariana Para Todos, e ajudar na sua adaptação e revisão para e edição do Brasil.
  • O que é bárbaro nesse livro, fora que a edição é linda, as fotos idem, é que as receitas são fáceis e realmente deliciosas. Não é um livro somente para vegetariano: é para todos aqueles que gostam de comer bem.  As receitas abrangem um enorme repertorio de ingredientes e são bastante básicas: nada de misturas mirabolantes e combinações muito novas.
  • Se você mora no Brasil, deixe um comentário aqui contando sobre algum prato vegetariano memorável que você comeu ou preparou. Na sexta-feira 6 de outubro eu vou sortear um livro da Rose Elliot entre os comentários. Não deixe de tentar sua sorte também na pagina Facebook da Zahar pois eles estarão sorteando outro livro por lá!

28 de setembro de 2012

  • Vamos combinar que não estávamos precisando de mais uma receita de cookie? Pois é, era o que eu achava. E devo confessar que nem sou fã de Nutella. E estou de regime, como sempre. Mas alguma coisa nessa receita me fez parar e pensar se não estava na hora de encarar mais uma versão do clássico cookie. Talvez tenha sido o uso do Nutella, sempre um perene sucesso entre os filhos, ou a ideia da Flor de Sal por cima, ou o uso da manteiga derretida e perfumada, mas uma coisa é certa, estou determinada em por toda a culpa por esse cookie, praticamente uma obscenidade, na lua cheia que está apontando no céu hoje.
  • Meu filho, que já provou de tudo nessa vida -meus acertos, meus desastres, meus tropeços- acabou de me dizer que esse cookie é, a partir de hoje, o ‘melhor que você já fez mãe’.
  • A receita, que apareceu para mim num desses momentos fortuitos no Pinterest, é do blog Ambitious Kitchen. A receita faz uns 20 cookies, dependendo do tamanho.
  • ingredientes

  • 2 ¼ copos de farinha de trigo (310 gramas)
  • 1 ¼ colheres de chá de bicarbonato de sódio
  • ¼ colher de chá de sal
  • 200 gramas de manteiga sem sal
  • 1 ¼ copos de açúcar mascavo, bem apertados no copo (250 gramas)
  • ¼ copo de açúcar (50 gramas)
  • 1 ovo + 1 gema
  • 1 colher de chá de baunilha
  • 1 colher de sopa de iogurte natural (não desnatado)
  • 2 copos de chocolate meio-amargo (340 gramas)
  • 1 pote pequeno de Nutella, gelado (pelo menos 1 hora na geladeira)
  • Flor de Sal (opcional mas o contraste que proporciona é delicioso)
  • modo de preparo

  • 1.       Numa vasilha misture a farinha, o bicarbonato e o sal. Reserve. Numa pequena panela, ponha a manteiga e leve ao fogo médio para derreter. Quando a manteiga estiver toda derretida, misture sem parar com uma espátula e deixe a manteiga ficar bem dourada e com um leve perfume. Quando ela estiver bem dourada e começando a perfumar a cozinha, retire a panela do fogo para não queimar a manteiga. Deixe-a esfriar alguns minutos.
  • 2.       Pique o chocolate em pedaços bem pequenos. Isso é importante porque pedaços grandes podem atrapalhar na hora de rechear os cookies com Nutella.
  • 3.       Na vasilha da batedeira, ponha o açúcar mascavo e o açúcar comum. Adicione a manteiga derretida e bata em velocidade media por uns dois minutos. Junte então o ovo e a gema e bata por mais 4 a 5 minutos até o creme estar fofo e homogêneo. Acrescente a baunilha e o iogurte. Pare a batedeira para limpar as laterais com uma espátula pelo menos uma vez.
  • 4.       Junte então a farinha e misture em velocidade baixa somente até não haver mais traças de farinha. Adicione o chocolate picado, também em velocidade baixa. Pare a batedeira , tampe a vasilha e leve-a a geladeira por no mínimo uma hora. E sim, isso é necessário para a massa de cookie estar apta a ser recheada com Nutella.
  • 5.       Forre 2 tabuleiros com papel manteiga (é possível que você use mais do que 2 tabuleiros. Neste caso, deixe sempre um tabuleiro esfriar antes de por as bolinhas de massa crua nele). Pré-aqueça o forno a 180ºC.
  • 6.       Quando a massa estiver bem gelada, tire-a da geladeira. Faça uma bola com aproximadamente 1 ½ colher de sopa de massa, do tamanho de uma bola de pingpong. Com cuidado, vá amassando e abrindo a massa com os dedos e a palma da mão, até formar uma mini panqueca. Faça isso com cuidado para não rasgar a massa. Se isso acontecer, é só juntar a massa com os dedos. Agora pegue um pouco de Nutella gelado, 1 ½ colher de chá, e ponha no centro do disco de massa. Feche o disco de massa (com cuidado para não deixar nenhum furo por onde o Nutella possa sair) envolvendo o Nutella com massa de cookie. Refaça de novo a bolinha e arrume no tabuleiro preparado, separando-as bem (pelo menos 8 a 10 centímetros entre cada bolinha). Achate-as ligeiramente com os dedos.  Leve ao forno por 11/12 minutos, contados no cronometro.
  • 7.       Assim que tirar o tabuleiro do forno, salpique com alguns grãos de Flor de Sal e deixe esfriar alguns minutos antes de transferir, com uma espátula, para uma grelha para acabar de esfriar.
Outras Boas Ideias: Cookie de chocolate , Cookie de Banana e Chocolate e Cookie de Chocolate, com Chocolate e Chocolate

24 de setembro de 2012

  • Eu acho que já mencionei por aqui que não sou muito fã de cozinhar só para mim. Se por algum motivo estou sozinha, eu acabo comendo um pedaço de queijo, uma fatia de pão torrado com cottage ou um monte de tomates com vinagre balsâmico. E vou comendo isso por uns dois dias, até que começo a ficar ligeiramente irritada e não menos faminta. O problema é que eu sou uma pessoa que não gosta de lanchar. Não curto muito sanduiche e comidinhas, pães com frios, etc. Fico sempre com a sensação de não ter me alimentado direito, isto é, nem bem, nem o suficiente.  Gosto mesmo é de prato de comida. Gosto de arrumar a mesa, sentar na frente do prato e sentir que estou me alimentando. Mas quando estou sozinha, esse processo se perde e eu não fico nada feliz até que por força das circunstancias- e do mau humor- acabo fazendo alguma comida que no meu dicionário, intitulei ‘verdadeira’. E essa salada de arroz resultou de um momento desses, e mais uma vez, de uma inspiração do meu querido Ottolenghi. Adaptei ao Brasil usando castanhas do Pará e de Caju mas use qualquer noz que estiver à disposição. Só me prometa que vai fazer as cebolas caramelizadas: elas dão o toque magico desse prato.
  • ingredientes

  • 1 copo de arroz basmati
  • 1 copo de arroz Ráris 7 Grãos Integrais
  • 2 colheres de azeite de oliva
  • 2/3 copo de castanhas do Para
  • 2/3 copo de castanhas de caju (sem sal)
  • 2 colheres de sopa de óleo vegetal (canola, girassol)
  • 2 cebolas médias
  • 2 copos de rúculas ou agrião
  • 1 copo de salsinha picada
  • ½ copo de manjericão ou hortelã
  • 50 ml de suco de limão (1 ou 2 limões)
  • 80 ml de azeite de oliva
  • Sal e pimenta
  • modo de preparo

  • 1.       Ponha duas panelas medias com agua salgada para ferver. Quando a água das panelas estiver fervendo, ponha numa das panelas o arroz basmati e ligue o cronometro para 11 minutos. Na outra panela ponha o arroz Ráris e ligue outro cronometro pra 30 minutos. Quando os cronômetros apitarem, escorra o arroz basmati e em seguida o Raris, em peneira grande, passando embaixo de agua fria para cessar a cocção. Escorra-os bem e reserve numa vasilha grande para acabar de esfriar.
  • 2.       Corte as cebolas em fatias bem finas. Esquente o óleo numa frigideira e doure as cebolas e uma pitada de sal no fogo médio/alto, mexendo sempre com uma espátula, até elas caramelizarem nas pontas e ficarem ainda um pouco macias no meio.  Vão levar uns 5 minutos. Escorra e descarte a gordura, e ponha as cebolas fritas para escorrer no papel absorvente.
  • 3.       Volte a frigideira para o fogo e ponha nela o azeite. Deixe-o esquentar e doure as castanhas com uma pitada de sal misturando sem parar. Preste bem atenção porque elas queimam rápido. Retire do fogo e reserve.
  • 4.       Lave e seque as folhas verdes e as ervas. Misture as folhas e ervas aos dois tipos de arroz, com cuidado. Numa pequena vasilha, misture o suco de limão com sal e pimenta. Adicione o azeite, misture e derrame a vinagrete na salada, misturando com cuidado. Entorne a vinagrete aos poucos, para deixa-la úmida a seu gosto. Deixe a salada absorver a vinagrete de limão por uns 5 a 10 minutos antes de servir. Arrume no prato de servir, com as castanhas e as cebolas arrumadas em cima.

Outra Boa Ideia: Salada de Frango e Mangas com Molho de Curry

20 de setembro de 2012

  • Quando eu postei no Facebook que não gostava de saladas de frutas, achei que os amigos fossem organizar um motim. Mas é verdade: não sou fã dessas saladas com vários tipos de frutas diferentes, sem nenhuma preocupação com as texturas e os sabores. Eu gosto de misturas mais simples, aonde os perfumes das frutas se sobressaem ou se complementam. De uma forma geral, a banana é forte demais e domina as outras frutas. Eu evito usa-las a menos que faça dela a star da festa, como por exemplo, numa salada com diversas variedades de bananas (prata, nanica, da terra etc.) com calda de laranja (anis estrelado ficaria ótimo aqui!) ou maracujá. Maçãs são muito banais e peras escurecem rápido demais e tornam a salada pouco atraente. Também procuro não usar álcool nas frutas, que uniformiza tudo, o que não é evidente para mim pois a-do-ro um doce com álcool. Mas tenho que fazer esse sacrifício. E por fim, procuro não deixar as frutas misturadas à calda por mais de uma hora pois a tendência é, também, à uniformização dos perfumes.
  • Procure fazer sempre uma calda dissolvendo o açúcar em algum liquido, no fogão, ao invés de adicionar simplesmente o açúcar à um suco.
  • Outras ideias para caldas: manjericão, capim limão, chá de jasmim, leite de coco.
  • ingredientes

  • 400 ml de agua
  • ½ copo de açúcar (100 gramas)
  • Raspas e suco de 1 limão
  • 20 folhas grandes de hortelã
  • 4 copos de melancia picada
  • 3 copos de morangos (aprox.. 350 gramas)
  • modo de preparo

  • 1.       Numa pequena panela , ponha a agua, o açúcar, as raspas do limão, e as folhas de hortelã. Leve ao fogo médio e deixe ferver por 5 minutos. Retire do fogo, incorpore o suco do limão e deixe esfriar. A calda pode ser feita de véspera.
  • 2.       Lave os morangos e em seguida, corte os cabinhos. Parta os morangos maiores.  Misture os morangos à melancia picada, delicadamente. Passe a calda pela peneira para retirar as folhas de hortelã e regue as frutas. Leve a salada à geladeira, bem coberta com filme plástico, por até uma hora antes de servir. Se isso não for pratico, deixe as frutas separadas da calda, na geladeira, e misture na hora de servir. Eu acho que quando deixamos as frutas macerar na calda mais de uma hora, o gosto se uniformiza demais.
Outras Boas ideias: Clafoutis de Ameixas Frescas e Bananas Assadas com Caramelo e Amendoins

17 de setembro de 2012

  • Qualquer pessoa que me acompanha aqui no blog já sabe que eu não sou muito fã de carnes, particularmente carnes vermelhas. Mas até eu caio nas graças do perfume do bacon dourando na frigideira: tem algo profundamente inebriante, um pouco salgado um pouco doce, que invariavelmente nos remete a uma boa lembrança.
  • Sirva essa ‘torta’ com uma salada verde ou acompanhando um frango assado, por exemplo.
  • Receita da SAVEUR
  • ingredientes

  • 150/200 gramas de bacon
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 2 cebolas medias
  • 1 ½ copos de farinha de trigo (210 gramas)
  • 3 ovos
  • 1 1/4 copos de leite (integral ou desnatado)
  • 1 colher de chá de orégano seco, ou 1 colher de sopa de orégano fresco
  • Sal e pimenta do reino
  • modo de preparo

  • 1.       Numa vasilha misture bem com um garfo a farinha de trigo, os ovos, o leite e o orégano. Tempere com sal e pimenta e deixe descansar pelo menos 10 minutos. Pré-aqueça o forno a 210ºc. Unte uma assadeira de 22 x 28 cm ou uma vasilha redonda de 25 cm com azeite e leve ao forno quente por 10 minutos pelo menos. Fatie a cebola bem fina e reserve.
  • 2.       Pique o bacon em pedaços pequenos. Esquente uma frigideira aonde caiba o bacon todo em uma camada e frite o bacon até ele estar levemente dourado. Retire-o com uma escumadeira e ponha em cima de papel absorvente para acabar de secar. Descarte a gordura e volte a frigideira para o fogo. Acrescente a manteiga e refogue a cebola com sal e pimenta, em fogo médio/baixo até caramelizar, uns 10 minutos.
  • 3.       Quando a assadeira untada estiver quente, tire-a do forno com cuidado, ponha o creme de ovos preparado, salpique com o bacon e espalhe a cebola por toda a superfície. Leve ao forno por 30 minutos ou até a massa estar dourada e levemente estufada. Sirva imediatamente.

Outras Boas Idéias: Frango com Bacon e Ervas Assado no Sal Grosso e Salada de Batatas com Bacon

Próxima página »