simplesmente delícia

Arquivo de abril de 2011

26 de abril de 2011

  • Como eu já havia mencionado por aqui, tecnologia é mesmo uma coisa mágica. Recentemente aderi ao Tumblr e como qualquer inicio de relacionamente,  ainda estamos em fase de nos conhecer melhor. Não sei bem como as coisas acontecem ali mas a quantidade de imagens lindas produzidas é impressionante. Eis que dia desses, aparece uma foto de um doce com três camadas: um biscoito, um creme branco e um chocolate por cima. Pronto, não dormi mais. Ou melhor, sonhei com aquele pedacinho de céu. A maioria das pessoas acharia isso grotesco mas quando se está apaixonada nada é tão abstrato ou difícil que não possa ser considerado bonitinho.
  • Pus meu cérebro entorpecido para funcionar e lembrei de ter lido em algum lugar sobre um doce escocês com essas características. E não deu outra: Millionaire’s Shortbread.  E a premissa era essa mesma. Uma camada de biscoito, uma camada de doce de leite ou caramelo e uma camada de calda de chocolate. E dessa vez , mas so dessa vez, vou admitir que talvez o chocolate ao leite fique melhor na cobertura. A massa do biscoito não é muito doce e o brigadeiro fica numa camada fina. O chocolate ao leite cai muito bem.
  • ingredientes

  • 200 gramas de manteiga sem sal a temperatura ambiente
  • 2/3 copo de açúcar (130 gramas)
  • 2 copos de farinha de trigo (280 gramas)
  • 2 latas de leite condensado
  • 3 colheres de sopa de mateiga sem sal
  • 350 gramas de chocolate meio-amargo ou chocolate ao leite
  • 2 colheres de sobremesa de Karo (xarope de glucose), opcional

    modo de preparo

  • 1.       Forre um tabuleiro de 24 x 33 cms com papel manteiga, deixando o papel subir pelas bordas do tabuleiro. Isso vai facilitar na hora de tirar o doce. Reserve. Pre-aqueça o forno a 180ºC.
  • 2.       Na vasilha do processador, ponha a manteiga, o açúcar e a farinha. Usando o botão do “pulse”,  triture os ingrtedientes até formar uma bola. Assim que a bola se formar, pare o processador.  Ponha a massa no tabuleiro forrado e com as pontas dos dedos, espalhe-a por toda superfície. Leve ao forno e asse por uns 35 minutos, ou ate a massa estar bem dourada. Retire do forno e deixe esfriar totalmente antes de por o brigadeiro.
  • 3.       Ponha as 2 latas de leite condensado e as três colheres de manteiga numa panela. Leve ao fogo médio e mexa sem parar até o brigadeiro desprender do fundo da panela. O ponto é de um brigadeiro de colher: cremoso mas não liquido. Eu testo o ponto pondo uma colher do brigadeiro numa superfície gelada. O brigadeiro tem que estar pastoso.
  • 4.       Derrame imediatamente no biscoito e espalhe por cima de todo o biscoito usando uma espátula ou faca de ponta redonda. Deixe esfriar.
  • 5.       Ponha o chocolate numa vasilha que possa ser pousada em cima de uma panela menor. Ponha 2 dedos de agua na panela, pouse a vasilha com o chocolate em cima e leve ao fogo medio. Derreta o chocolate em banho-maria. Muito cuidado para não deixar o chocolate entrar em contato com a agua. Quando o chocolate estiver derretido, adicione o Karo , mexa bem e despeje por cima do brigdeiro branco. O Karo é opcional aqui mas ele ajuda na hora de cortar o chocolate. Espalhe imediatamente com uma espátula por toda a superfície.
  • 6.       Deixe esfriar por uns 20 a 30 minutos e em seguida, leve a geladeira por 1 hora. Retire da geladeira e passe uma faca afiada entre o biscoito e as laterais do tabuleiro para soltar qualquer pedaço que tenha agarradol.  usando o papel manteiga como ajuda, levante o biscoito todo com muito cuidado.  Ponha numa superfície plana e corte em pedaços.

  • Outra Boa Idéia: a melhor Barrinha - Só Barrinha Mesmo

21 de abril de 2011

  • É claro que depois de tanto tempo ausente eu podia voltar com pelo menos um post com uma foto linda. Mas confesso que não esperava tanto desse molho de camarão e alho, num dia corrido de trabalho, de uma semana comum.  E por isso a única foto foi feita na cozinha a noite sem flash.
  •  
  • Vamos combinar quem não tem nada revolucionário aqui. O único segredo do prato é descobrir a quantidade certa de alho que perfume os camarões sem ofusca-los. Eu não sou muito fã das versões alho e óleo, mas essa massa é leve e muito perfumada. O molho fica cremoso graças à (pouca) farinha mas não leva uma gota se quer de creme de leite o que torna tudo mais ‘caloricamente correto’ . Ok, é verdade que a manteiga no final não ajuda a causa daqueles que só comem em feriados nacionais mas ela garante uma cremosidade ao creme deliciosa.
  •  
  • ingredientes

  • 300 gramas de camarões limpos (aproximadamente 500 gramas de camarão com casca)
  • 3 dentes de alho grandes
  • 5 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 2 colheres de sobremesa de farinha de trigo
  • ¾ a 1 copo de caldo de legumes ou agua quente
  • ½ copo de vinho branco
  • ½ copo de salsa picada
  • 1 colher de sopa de manteiga
  •  
  • modo de preparo

  • 1. Ponha os camarões limpos numa vasilha. Pique bem finamente 1 dente de alho e junte ao camarão. Adicione 1 colher de sopa de azeite e sal, e deixe os camarões marinarem em temperatura ambiente pelo menos 20 minutos. Se quiser deixar mais tempo, cubra a vasilha e leve a geladeira. Deixe os camarões voltarem à temperatura ambiente antes de prosseguir.
  • 2. Pegue uma frigideira grande e ponha nela 2 colheres de sopa de azeite. Quando o óleo estiver quente, ponha os camarões com sua marinada. Deixe dourar 1 minuto de cada lado. Não deixe cozinhar demais pois o camarão fica farinhento! São 2 minutos, cronometrados no relógio! Retire do fogo e Despeje os camarões e qualquer liquido que tiver acumulado numa vasilha. Reserve.
  • 3. Volte a frigideira ao fogo e junte mais 2 colheres de azeite. Enquanto o azeite esquenta, fatie os 2 dentes de alho restantes. Doure os levemente no azeite. Junte a farinha de trigo, mexa com uma espátula e adicione o vinho branco. Mexa bem com um fouet por 1 minuto antes de juntar ¾ de copo de caldo de camarão ou agua quente.
  • 4. Deixe ferver mexendo sempre por mais 2 minutos. Junte então a salsa bem picada, e mexa por mais 1 minuto. Se necessário, adicione mais ¼ copo de caldo de camarões. Volte o camarão para frigideira, dê uma mexida rápida só para esquenta-los, ajuste o sal e a pimenta,  e retire do fogo.
  • 5. Fora do fogo, junte a manteiga e tempere com sal e pimenta. Sirva imediatamente com massa de sua escolha. Esse molho é muito rápido de fazer e você pode prepara-lo enquanto a massa cozinha.

Outras Boas IdeiasRisoto de Abobora e Camarões e Torta de Alho-Poro e Camarões

4 de abril de 2011

  • Para a maioria das pessoas uma salada constitui-se de um monte de folhas verdes, salpicadas aqui e ali de uma rodela de tomate e algum outro ingrediente, servidos no inicio da refeição. Mas em algumas regiões desse nosso planeta terra, como o sul da Europa, o norte da África e algumas partes do Oriente Médio, algumas saladas não possuem nenhuma folha verde sequer: tabule, caprese, saldas de frutos do mar, etc.
  • O momento de servir a salada também pode variar. Aqui no Brasil mais freqüentemente servimos as saladas no inicio da refeição mas na França, ela é servida no final, para limpar o paladar antes de servir os queijos e a sobremesa. E muitas vezes, saladas são uma refeição completa (o nome salada é derivado de sale, do latim para sal). Esse tipo é de longe meu preferido. Adoro saladas consistentes, com texturas e sabores diferentes. E a melhor parte é que ao contrario dos doces, saladas não são uma ciência exata: se você puser um tomate a mais, não vai fazer muita diferença. É mais uma questão de achar o balanço entre os ingredientes (textura, sabor, etc.) e entre o sal, o acido (suco de limão, vinagre) e algum tipo de gordura (azeite, óleo, iogurte, maionese, creme de leite, etc.
  • Nessa salada aqui, os verdes frescos são contrastados com as ameixas mornas, assim como o doce da fruta é realçado com a pimenta caiena e o alho. È essa a justaposição que faz dessa salada um prato tão simples e tão interessante, e profundamente sensual.
  •  
  • ingredientes

  • 2 ameixas maduras mas ainda firmes
  • 1 a 3 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 1 dente e alho
  • 1 colher de chá de mel
  • 1 colher de sopa de água
  • 1 colher de sopa de vinagre balsâmico
  • Sal, pimenta do reino e pimenta Caiena
  • 1 ou 2 molhos de rúcula
  • modo de preparo

  • 1. Lave bem as rúculas e seque-as. Reserve.
  • 2. Corte as ameixas em quatro, retirando os caroços. Reserve as ameixas.
  • 3. Numa frigideira pequena/media, esquente 1 colher de azeite e refogue o dente de alho bem picado. Quando o alho começar a ficar levemente dourado, adicione as ameixas e refogue-as por uns 3 a 5 minutos (o tempo exato vai depender do frescor das frutas) mexendo sempre a frigideira.
  • 4. As frutas têm que estar ainda levemente crocantes; uma faca tem que entrar com alguma resistência mas ameixas. Adicione então o mel, a água, sal, pimenta do reino e pimenta caiena. Mexa rápido e por fim inclua o vinagre balsâmico. Retire a frigideira do fogo e deixe amornar um pouco.
  • 5. Junte então mais 1 ou 2 colheres de azeite às ameixas. Ponha as folhas de rúcula num prato e arrume as ameixas com o molho em cima. Sirva imediatamente.

Outras Boas Idéias: Salada de Rucula com Melancia e Queijo Feta e Salada de Abacate com Pesto e Rucula