simplesmente delícia

Arquivo de dezembro de 2010

30 de dezembro de 2010

  • Nada como uma receita como essa para me fazer voltar à cozinha feliz e contente. E eu não estou parafraseando aleatoriamente alguns dos nomes dos sete anões daquele conto de fadas!  Depois de um final de ano de muito trabalho e de estresse que parece assolar todos ao meu redor- inclusive essa que vos fala-confesso que não andava muito animada com a cozinha.  
  • Eu já havia testado algumas variações de brownies recheados com caramelo mas não estava satisfeita com nenhuma em particular. Não que fossem ruins mas o resultado ainda não estava como eu imaginava que pudesse ficar. Pelo menos ali no fundo da minha mente poluída de visões e imagens hedonisticas de comidas e doces, havia um brownie recheado de caramelo e chocolate absolutamente perfeito: decadente na dose certa, úmido, muito perfumado e cheio de caramelo e texturas interessantes. E depois de brincar com algumas variações de massa e recheio, cheguei aonde queria!  Esse brownie é uma perdição: é exatamente o que eu estava procurando nesse final de ano!
  • Aproveito para desejar a todos que passam por aqui, um ano de 2011 cheio de novas conquistas, sempre olhando para frente com boas lembranças do passado, e nos tornando sempre pessoas melhores. Um beijo grande!
  •  
  •  
  • ingredientes

  • 150 gramas de manteiga sem sal
  • 360 gramas de chocolate meio-amargo (eu tenho usado o Garoto 55% Cacau)
  • 1 ½ copos de açúcar (300 gramas)
  • 4 ovos grandes
  • 1 colher de sopa de baunilha
  • 1 ½ copos de farinha de trigo
  • 1 pitada de sal
  • 1 copo de nozes picadas (100 gramas)
  • 350 a 400 gramas de balas de caramelo
  • 1/3 copo de creme de leite
  • 180 gramas de chocolate meio-amargo (eu tenho usado o Garoto 55% Cacau), picado pequeno
  •  
  • modo de preparo

  • 1. Pré-aqueça o forno a 180º graus. Quando ele estiver quente, ponha as nozes partidas num tabuleiro e leve-o ao forno por 10 minutos ou quando você começar a sentir o cheiro das nozes tostando. Cuidado para não queimá-las: retire do forno e reserve. Forre um tabuleiro de 33 x 24 cms com folhas duplas de papel alumínio, deixando o papel alumínio maior do que as bordas (para podermos levantar o brownie depois de assado). Unte com manteiga e polvilhe de farinha e reserve;
  • 2. Numa vasilha media, que possa ser pousada em cima de uma panela, ponha a primeira medida de chocolate (360 gramas) e a manteiga. Leve a panela ao fogo com 3 dedos de água e ponha a vasilha em cima, sem deixar o fundo desta tocar na água. Derreta o chocolate e a manteiga em banho-maria até o creme estar homogêneo. Não deixe o chocolate muito tempo no banho-maria: quando sobrarem alguns pedacinhos de manteiga, retire do fogo e deixe-os derreterem com o calor residual. Retire do fogo e acrescente o açúcar. Misture bem e em seguida junte os ovos um por um, a farinha, o sal, e a baunilha. Por fim, acrescente as nozes tostadas.
  • 3. Derrame metade desse creme no tabuleiro preparado. Com uma espátula, espalhe bem o creme por toda a superfície. Leve ao forno por 20 minutos. Depois de 20 minutos, retire o brownie e deixe esfriar por no mínimo 25-30 minutos.
  • 4. Enquanto o bronwie esfria, ponha todos os caramelos numa pequena panela. Junte o creme de leite e leve ao fogo baixo, misturando sem parar até os caramelos derreterem completamente no creme de leite. Quando o brownie estiver resfriado, entorne o caramelo quente (se esfriar e engrossar, leve ao fogo um pouco: o caramelo fica mais fácil de espalhar enquanto está quente) e espalhe por toda a superfície com cuidado. Salpique o chocolate picado (180 gramas) por cima do caramelo. Por fim, com muito cuidado, entorne o resto da massa de brownie, e com uma faca ou espátula, espalhe a massa de brownie por todo o tabuleiro.
  • 5. Leve ao forno por 30 a 35 minutos. Mergulhe a ponta da faca na camada de cima do brownie e teste para ver se ele esta pronto: a faca tem de sair ainda úmida da massa, porem não com pedaços de massa crua.
  • 6. Tire o brownie do forno e deixe-o esfriar por pelo menos 3 horas antes de cortar. Isso é fundamental para o caramelo poder esfriar. Para tirar o brownie da forma, levante o papel alumínio e retire todo o brownie do tabuleiro. Eu gosto de inverter todo ele numa tabua, de cabeça para baixo, retirar o papel alumínio, e usando outra tabua de apoio, virar o bronwie de novo de cabeça para cima. Corte em quadrados. Esse brownie fica fantástico gelado também! Uma recém descoberta….

Outra Boa Idéia: Brownies com Whisky e Passas e Brownie Branco com Chocolate e Amendoins

13 de dezembro de 2010

  • A vida é realmente cheia de surpresas e para mim, bolo de frutas secas é uma das grandes incertezas da vida: nunca sabemos o que vamos encontrar ali. E infelizmente na maioria das vezes, a surpresa não é muito grata. Bolos secos, com pouca frutas, ou frutas ruins, de massa dura, são o que mais vemos por aí.
  • Eu venho fazendo essa receita do Pierre Hermé há uns 2 anos, numa tentativa de mudar um pouco o status quo e servir algo um pouco diferente no Natal (aqui entre nós, gosto tanto desse bolo que Natal não é a única justificativa que eu tenho usado..) . Veja bem, esse não é um bolo de frutas secas, mas sim um bolo de nome delicioso (ChocoNut cake), com uma massa bem perfumada de cacau mas bem úmida pelo uso da pasta de amêndoas, e cheio de coisas boas dentro! Se não quiser usar as cerejas, omita-as sem problemas, ou substitua por pistaches (sem sal) ou um pouco mais de avelãs e amêndoas. E esse bolo, graças à pasta de amêndoas incorporada à massa, fica perfeito por vários dias, embalado em filme plástico.
  •  
  • ingredientes

  • ¾ copo de amêndoas (125 gramas)
  • 4 colheres de sopa de açúcar (50 gramas)
  • 1 colher de sopa + ½ colher de sopa de água
  •  
  • 180 gramas de manteiga derretida, a temperatura ambiente
  • ½ +1/3 de copo de açúcar (165 gramas)
  • 4 ovos
  • 150 ml de leite
  • 1/2 copo raso de cacau em pó (40 gramas)
  • 1 copo +1/4 copo de farinha de trigo (180 gramas)
  • 1 colher de sobremesa de fermento em pó
  • ¾ copo de chocolate meio-amargo, picado
  • ½ copo de avelãs
  • ½ copo de amêndoas
  • ½ copo de cerejas marasquino escorridas e picadas
  • modo de preparo

  • 1. No processador, triture bem a primeira quantidade de amêndoas, até formar uma farinha grossa. Reserve. Ponha o açúcar e água numa panelinha e leve ao fogo. Deixe ferver uns 5 minutos até formar uma calda (se você tiver um termômetro de cozinha, o ideal é a calda atingir 105º graus). Bem devagar, derrame a calda quente na farinha de amêndoas e mexa com um garfo até formar uma pasta. Reserve a pasta de amêndoas.
  • 2. Pré-aqueca o forno a 180º graus. Forre uma forma retangular de 28 cm por 11 cm com papel -manteiga, unte de manteiga e polvilhe de farinha. Reserve. Ponha as amêndoas (segunda quantidade) e as avelãs num tabuleiro e leve ao forno por 8 a 10 minutos. Elas tem de estar levemente tostadas mas cuidado para não deixar queimar. Retire do forno. Ponha as avelãs numa toalha de cozinha, e esfregue bem as avelãs no pano para retirar o maximo das peles das avelãs. Pique avelãs e amêndoas grosseiramente e reserve.
  • 3. Numa vasilha, peneire a farinha, o fermento em pó e o cacau. Reserve.
  • 4. Na vasilha da batedeira, usando a pá, bata bem o açúcar e a pasta de amêndoas. Adicione os ovos um por um, batendo bem entre cada um. Quando os ovos estiverem todos incorporados, troque a pá da batedeira pelo balão e bata por mais uns 10 minutos. A massa tem que aumentar de volume e ficar bem mais clara.
  • 5. Diminua a velocidade e adicione o leite, bem devagar, até estar totalmente incorporado a massa. Faça o mesmo com a farinha e o cacau até a mistura estar homogênea. Pare a batedeira e adicione com uma espátula as amêndoas, as avelãs, as cerejas picadas e o chocolate picado. Misture com cuidado, levantando a massa de baixo para cima para adicionar os ingredientes sem perder o volume da massa. Adicione por fim a manteiga derretida e misture da mesma forma. Entorne na forma preparada e leve ao forno por 55 a 60 minutos ou até uma faca sair seca do centro do bolo.
  • 6. Deixe esfriar uns 10 a 15 minutos em cima de uma grelha antes de retirar da forma. Esse bolo fica melhor feito de véspera, para os sabores se mesclarem.
  • Outra Boa idéia: Bolo de Amendoas com Cerejas e Mascarpone

10 de dezembro de 2010

  • Tem muito poucas coisas sem as quais o ser humano não consegue viver. Afinal de contas, durante centenas de anos não tínhamos celulares, I-pad’s, bicicletas ergométricas ou shampoos milagrosos com perfume de romã. Mas uma vida sem macarrão me parece bem complicada.  Claro que eu tenho certeza que herdei algum gen defeituoso do meu pai - que é conhecido por fazer macarrão com molho de tomate madrugada adentro - mas a verdade é que é mesmo muito pratico: em 10 minutos, com um fio de azeite extra-virgem, um bom queijo ralado e um copo de vinho e eu sou de novo uma pessoa feliz.
  • Mas agora no verão, massa quente não estava na minha lista de prioridades até que me lembrei deste pesto a base de tomate, conhecido como Trapanese. Não tem muito mistério: o tomate tem que estar muito maduro, muito perfumado e sem pele. As amêndoas também, já que a pele desta dá um amargo não muito gentil a esse prato tão elegante. E procure não triturar muito as amêndoas pois a textura do molho é um dos charmes desse prato. Esse molho fica delicioso acompanhando peixes e lulas grelhados, mas também imagino que deva ficar incrível com berinjela e abobrinhas assadas com um fio de azeite.

  • Sirva sempre o Pesto Trapanese à temperatura ambiente mas deixe guardado na geladeira.
  •  
  •  
  • ingredientes

  • 6 tomates, bem maduros
  • 100 gramas de amêndoas com pele, ou amêndoas laminadas (1 copo raso aproximadamente)
  • 1 colher de azeite de oliva extra-virgem
  • 1 copo de folhas de manjericão
  • 3 dentes de alho
  • 1 boa pitada de sal
  • 70 ml de azeite de oliva extra-virgem
  • 1 ou 2 colheres de sobremesa de vinagre balsâmico
  • 1 punhado de tomates-cereja (opcional),  rapidamente salteados em 1 colher de azeite

 

  •  
  • modo de preparo

  • 1. Ponha uma panela de água grande par ferver. Quando a água estiver borbulhando, mergulhe os tomates. Ferva-os até abrir a pele: isso pode levar alguns segundos como 1 minuto, tudo vai depender do frescor do tomate. Mas assim que abrir a pele, retire os tomates com uma escumadeira e ponha numa escorredor. É importante vigiar de perto pois não queremos cozinhar os tomates! Assim que abrir a pele, tire correndo os tomates da água fervendo!

  • 2. Quando tiver retirado todos os tomates da água fervente, deixe a água voltar a ferver e jogue as amêndoas. Ferva-as por 1 minuto, e despeje-as numa peneira. Assim que puder manuseá-las, retire as peles. Reserve. Se você usar as amêndoas laminadas, não precisa ferver e tirar e pele mas a consistência do pesto fica um pouco mais fina.
  • 3. Numa frigideira media, esquente a colher de azeite. Adicione as amêndoas sem pele e mexa com uma espátula até estarem levemente douradas. Reserve. Tire as peles dos tomates, corte-os e retire as sementes e todos os líquidos (não vamos usar as sementes e os líqüidos). Deixe os tomates partidos numa peneira para continuar drenando até usarmos.

  • 4. Ponha os dentes de alho (eu gosto de tirar o germe do alho quando vou usá-lo cru), o sal e o manjericão na vasilha do processador. Pulse até estar tudo bem picadinho. Retire da vasilha e reserve. Ponha agora as amêndoas tostadas na vasilha do processador e processe aos poucos, até formar pedaços pequenos- mas cuidado para não deixar virar uma farinha pois ainda vamos processar mais um pouco adiante. Pare o processador, adicione os tomates, os 70 ml de azeite e o manjericão previamente triturado. Usando o botão do pulse, triture aos poucos para não passar do ponto. Queremos um pesto com bastante textura.
  • 5. Pare o processador, ajuste o sal, adicione pimenta do reino (eu uso pouca aqui) e o vinagre balsâmico. Dê mais um pulse no processador para juntar tudo, e reserve em temperatura ambiente se for usar nas próximas horas. Se não, guarde na geladeira e deixe voltar à temperatura ambiente antes de prosseguir.
  • 6. Cozinhe o macarrão em muita água salgada, al dente. Escorra e imediatamente misture com o pesto. Sirva imediatamente ou à temperatura ambiente.
  • 7. Eu servi com os tomatinhos cereja, partidos em 2, e levemente salteados em um pouco de azeite.

  •  
  •  

5 de dezembro de 2010

  • O mês de dezembro mal começou mas os mercados já estão cheio de panettones, chocottones e um sem-fim de descendentes desse pão doce italiano. E eu tenho que dizer que adoro panettone. Gosto da versão com frutas, e só dela. Nada de chocolate ou mousse ou outras coisas bizarras que ando vendo por ai. Eu já tinha feito um pudim como este no ano passado mas provavelmente no meio da corrida, alias maratona, que antecede o Natal, não consegui fotografar e postar a receita aqui.
  • O pudim de panettone não é muito doce, é bem úmido e cheio de gotinhas de chocolate que complementam perfeitamente o sabor do panetonne  de frutas. Esse pudim (alias Bread pudding) é perfeito para servir numa mesa de Buffet:  pode ser feito com antecedência e um pouco antes de servir, é só re-aquecer levemente. Sirva com uma bola de sorvete, uma calda de chocolate quente ou um creme chantilly fresco. Ou pensando bem, os 3, afinal, o que é o Natal senão um perfeito motivo para comer como se não houvesse amanhã…??

  • Essa receita pode ser dividida
  • ingredientes

  • 1 panettone de frutas de 1 kg ou 2 panettones de 500 gramas
  • 3 copos de leite
  • 3 copos de creme de leite fresco
  • 5 ovos
  • ¾ copo de açúcar
  • 2 colheres de sopa de baunilha
  • 180 gramas de chocolate meio amargo (eu gosto do chocolate Garoto Cacau 55%)
  • ¼ copo de vinho do Porto (opcional)
  •  
  • modo de preparo

  • 1. Corte o panettones em fatias de aproximadamente 1 cm, e corte essas fatias em 2. Disponha todas as fatias se sobrepondo um pouco umas nas outras, num pirex grande (24 cm x 35 cm). Regue tudo com metade do vinho do Porto.
  • 2. Pique o chocolate em pedaços bem pequenos e ponha por cima das fatias de panettone. Reserve.
  • 3. Numa panela media, ponha o leite e o creme de leite e leve ao fogo médio. Na vasilha da batedeira (ou a mão, com um fouet), bata os ovos com o açúcar por 2 ou 3 minutos. Adicione um pouco do creme de leite quente para esquentar as gemas e estas não cozinharem na hora que derramar o creme todo. Entorne então todo o creme de leite quente nos ovos. Adicione a baunilha e restante do vinho do Porto.
  • 4. Entorne o creme em cima das fatias de panettone, bem devagar. Aperte levemente com os dedos para encharcar bem as fatias de panettone. Deixe repousar por 30 minutos.
  • 5. Pré-aqueça o forno a 180º C; leve o pirex ao forno por 35-40 minutos. O pudim tem de estar levemente dourado e uma faca sair úmida do centro, porem não molhada. Sirva morno.

Outra Boa Idéia:  Bolo-Pudim de Chocolate