simplesmente delícia

Arquivo de novembro de 2010

30 de novembro de 2010

  • É oficial, o verão chegou. Há dois dias o termostato não deixa a casa dos 30º graus (isso a noite, porque de dia é 39º mesmo) e com isso, lá se foi minha sanidade. Pois é, eu não sou muita amiga do calor. Gosto de calor sábado à tarde, saindo da praia, indo almoçar com amigos ali no meu restaurante querido, ou num domingo, na hora que o sol está indo embora, passeando pelo calçadão com os filhotes. Ou na hora de dar um mergulho no mar, com essa água gelada desse mar lindo, perfeita para os dias mais quentes. Ou na hora de justificar a compra de mais um vestido de preferência curto e de alçinha e também um novo par de Havaianas afinal aquela minha branca preferida já está dando sinais de tristeza.
  • Mas no dia a dia, o calor me deixa meio desanimada, hei de confessar aqui: Não tenho vontade de cozinhar e não tenho nenhuma vontade de comida quente… Então estou sempre à procura de pratos frios que possam servir de refeição, como essa salada tão linda, colorida e perfumada. Ela pode ser servida como salada apenas mas acompanha muito bem um peixe ou frango grelhado. E se você como eu, adorar coentro, use-o no lugar do manjericão.
  •  
  • ingredientes

  • 4 copos de repolho roxo, fatiado bem fino
  • 2 copos de repolho verde
  • 1 copo de folhas de manjericão (ou coentro)
  • 2 maçãs Fuji ou verdes
  • 2 colheres de sopa de mel
  • 6 colheres de sopa de vinagre de vinho tinto
  • 2 colheres de sobremesa de curry
  • 6 colheres de sopa de óleo de gergelim (eu uso o gergelim tostado mas o natural tambem serve)
  • ¼ de copo de azeite de oliva
  • Sal e pimenta caiena ou alguma pimenta vermelho tipo Tabasco
  • ½ copo de amendoins salgados
  • 1 colher de sobremesa de açúcar
  •  
  • modo de preparo

  • 1. Numa panela pequena, ponha o mel, o vinagre e o curry. Eu tenho usado um curry delicioso que ganhei, do Cambodja, que é mais suave do que o curry Indiano, por isso ponha 1 colher de sobremesa de curry e prove. Se preciso, acrescente a 2ª colher. Leve ao fogo baixo até o mel e o curry diluírem. Acrescente então o óleo de gergelim, o azeite, o sal e a pimenta e misture vigorosamente. Apague o fogo e deixe a panela tampada.
  • 2. Com uma faca bem afiada, corte os 2 repolhos bem finos. Ponha tudo numa vasilha. Acrescente as folhas de manjericão. Descasque as maçãs, retire as sementes e pique em cubos médios. Junte ao repolho.
  • 3. Numa pequena frigideira, toste os amendoins com o açúcar até estarem levemente dourados. Reserve.
  • 4. Misture bem os repolhos, as maçãs e o manjericão. Acrescente a vinagrete morna, aos poucos. Você provavelmente não vai precisar usar todo o molho. Misture bem, e na hora de servir, junte os amendoins tostados. Sirva imediatamente.
  • Outras Boas Idéias: Salada de Repolho, Ervas e Amendoins e Salada de Cenouras e Cominho Tostado

21 de novembro de 2010

  • Quando a Manuela me convidou para comemorar o 3° aniversario do seu blog Tertúlia de Sabores enviando uma receita, eu sabia que queria algo bem tropical, bem a cara do Brasil. E não foi difícil pensar nesse bolo com castanhas do Pará, bananas e abacaxi para mandar para essa minha amiga de Portugal. Afinal, como eu já lhe disse varias vezes, alem do bom gosto na cozinha, Manuela é uma incrível embaixadora do seu país. Suas viagens através o Portugal são sempre repletas de poesia e encantamento e nos deixam com ainda mais vontade de seguir seus passos.
  • Escolha bananas bem maduras e não deixe de espremer um pouco o abacaxi para retirar o excesso de liquido antes de juntar à massa. E se você não quiser usar castanhas do Pará, use nozes.  A calda é totalmente opcional mas acrescenta um pouco mais do perfume da laranja que combina deliciosamente bem com a bananas e a castanha!
  •  
  • ingredientes

  • 2 copos de bananas bem maduras, bem amassadas (6 a 8 bananas)
  • 1 copo de abacaxi picado
  • 1 copo de castanha do Pará (ou nozes)
  • 3 copos de farinha de trigo (420 gramas)
  • 2 copos de açúcar (400 gramas)
  • 1 colher de sobremesa de bicarbonato de sódio
  • ½ colher de sobremesa de sal
  • 1 ¼ copos de óleo (canola ou girassol)
  • 3 ovos
  • 1 colher de sobremesa de baunilha
  • Raspas de 1 laranja (só a casca, não rale a parte branca)
  •  
  • 1/3 de copo de suco de laranja
  • 1 a ½ copo de açúcar
  •  
  • modo de preparo

  • 1. Unte uma forma redonda de tubo com bastante óleo. Pré-aqueça o forno a 180°C. Pique o abacaxi em pedaços pequenos e deixe escorrer numa peneira enquanto prepara o resto. Amasse bem as bananas com um garfo até formar um purê. Pique as castanhas do Pará e reserve. Numa outra vasilha misture a farinha, o bicarbonato e o sal. Reserve.
  • 2. Na vasilha da batedeira, misture o óleo e o açúcar. Bata em velocidade média e acrescente a baunilha e as raspas de laranja. Acrescente os ovos, um por um, batendo bem entre cada ovo. Adicione então o purê de banana, o abacaxi (esprema um pouco o abacaxi antes para retirar qualquer excesso de liquido) e as castanhas em velocidade baixa.
  • 3. Acrescente os secos (farinha, bicarbonato e sal) em 3 vezes, em velocidade baixa. Páre a batedeira, limpe as laterais com uma espatula e bata mais 10 segundos. Entorne a massa na forma preparada e leve ao forno por 1hr15 ou até uma faca sair seca de dentro do bolo.
  • 4. Deixe o bolo esfriar na forma por uns 20 minutos. Passe uma faca rente a lateral da forma e vire o bolo em cima de uma grelha, com muito cuidado, para continuar esfriando.
  • 5. Misture o suco de laranja com 1 copo de açúcar. Se quiser acrescente mais açúcar até a calda ficar na consistência desejada. Entorne no bolo devagar, aos poucos, deixando secar um pouco antes de entornar mais. Assim a calda vai secando e acumulando as camadas o que torna tudo ainda mais delicioso.
  • Outras Boas Idéias: Bolo de Cenouras e Abacaxi e Cookies de Banana e Chocolate

  •  

17 de novembro de 2010

  • Eu hesitei antes de postar essa receita já que não faltam receitas de mousse de chocolate por aí. Porem, para mim, essa mousse é uma novidade. Mais um momento de confissão: eu não sou fã de mousses e pudins: não é uma textura que me atrai. Mas em algum lugar escondido no meu pequeno cérebro, ficava a lembrança das mousses de chocolate que comia sempre na França, na casa da minha tia querida, eximia cozinheira. Eram muito perfumadas, com uma textura quase cremosa, um pouco melada, mas sem perder a leveza da mousse. E era isso que eu estava procurando. Como não gosto de mousses com creme de leite (batido em chantilly) resolvi testar outros ingredientes e depois de alguns ensaios, cheguei à conclusão que a adição da manteiga acrescentava uma textura incrível à mousse.

  • E eu sei que vou parecer um disco arranhado, repetindo e repetindo sempre a mesma coisa, mas por favor, use um bom chocolate meio-amargo! Eu tenho tido ótimos resultados com o chocolate Cacau 55% da Garoto. Mas qualquer outro chocolate meio-amargo com um bom teor de cacau (a partir de 44%) vai servir aqui.  E se você se animar tanto quanto eu, deixe essa mousse no freezer por 1 ou 2 horas e você vai ter o melhor sorvete de chocolate da sua vida. Prometo.
  • ingredientes

  • 400 gramas de chocolate meio-amargo (eu tenho usado o Cacau 55% da Garoto)
  • 2 colheres de sopa de café (forte, já preparado- isto é, liquido)
  • 120 gramas de manteiga sem sal a temperatura ambiente
  • 8 ovos
  • 2 colheres de sopa de açúcar de confeiteiro
  • modo de preparo

  • 1. Pique o chocolate e ponha numa vasilha media junto com o café. Leve a vasilha ao banho-maria, sem deixar o fundo da vasilha tocar na água fervente, e derreta o chocolate mexendo de vez em quando com uma espátula. O chocolate não precisa estar todo derretido: quando ele ficar cremoso mas com alguns pedaços, retire do fogo e misture devagar até o creme estar liso e brilhante.
  • 2. Junte a manteiga picada e a temperatura ambiente e continue misturando até a manteiga estar toda incorporada ao chocolate.
  • 3. Separe as gemas das claras. Adicione um pouco do chocolate derretido as gemas e misture (isso serve para as gemas não “cozinharem” no chocolate quente). Adicione o restante das gemas e misture delicadamente até o creme estar uniforme. Reserve.
  • 4. Ponha as claras na vasilha da batedeira (verifique que ela está bem limpa e seca); Ligue a batedeira em velocidade media/alta. Bata até as claras começarem a ficar firmes. Adicione então as 2 colheres de açúcar e bata até o suspiro estar bem firme porem cuidado para não bater demais e o suspiro secar.
  • 5. Quando o suspiro estiver pronto, pare a batedeira e usando uma espátula grande, adicione o chocolate às claras em neve. Faça isso usando movimentos de baixo para cima, o mais rápido possível para não perder volume, porem com muita delicadeza. Entorne numa vasilha, cubra com filme plástico e leve a geladeira por no mínimo 6 horas antes de servir.

Outra Boa Idéia: Mousse de Chocolate Assada como um Bolo

10 de novembro de 2010

  • Quando eu falo que adoro abobrinha, muita gente acha que é brincadeira, ou exagero meu. Mas não é não. Eu realmente adoro! Na minha opinião, é de longe o legume mais versátil: eu uso de praticamente todos os jeitos: bolinhos grelhados, sopas, risottos, saladas, massas e até bolos! E quando experimentei recentemente uma receita como esta, para acompanhar um pernil de cordeiro, servido com purê de feijão branco, foi amor a primeira vista, quer dizer, mordida.  Alias, alem de ser uma delicia por si só, esses legumes acompanham muito bem qualquer carne. Apesar do manjericão dar um perfume delicioso, a adiçao da mostarda e das alcaparras, dá ao creme outra dimensão.
  • E antes que vocês me perguntem se não dá para omitir as alcaparras, vou logo dizendo, que até daria. Mas eu juro, eu prometo que aqui nessa receita você vai adorar as alcaparras! Pelo menos experimente ao menos uma vez antes de omiti-las! Afinal, como que digo para meus filhotes, agente não pode dizer que não gosta antes de provar, não é mesmo?!
  • E mudando de tópico, o final do ano está ai, como atestam os inúmeros panetones nos supermercados. Se você tem alguma sugestão de prato (doce, salgado, aperitivo, qualquer coisa!) que você gostaria de ver aqui, deixe um comentário ou me mande um email para Flavia@simplesmentedelicia.com
  •  
  • ingredientes

  • 300 gramas de vagens
  • 2 abobrinhas médias
  • 1 copo de folhas de manjericão
  • 2 dentes de alho pequenos, ou 1 grande
  • 1/3 copo de salsinha
  • 2 cebolinhas
  • 3 colheres de sopa de alcaparras escorridas
  • 1 colher de sopa de mostarda, tipo Dijon
  • 2 dentes de alho médios
  • 5 a 6 colheres de sopa + 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  • ½ limão (suco)
  • Sal a gosto

  •  
  • modo de preparo

  • 1. Ponha bastante água numa panela grande e leve ao fogo. Quando estiver fervendo, ponha as vagens e cozinhe-as 3 a 4 minutos, até elas estarem cozidas porem ainda bem crocantes. Escorra-as e passe-as em água fria para parar o cozimento. Reserve.
  • 2. Corte as abobrinhas, no sentido do comprimento, em troncos de aproximadamente 6 centímetros. em seguida corte cada tronco em 4, para formar 4 “palitos”. Reserve.
  • 3. Na vasilha do processador, ponha o manjericão, a salsinha, a cebolinha, as alcaparras, a mostarda, os 2 dentes de alho, 5 colheres de azeite e o suco do limão. Processe bastante, parando varias vezes para limpar as laterais com uma espátula. Prove o molho e ajuste o tempero com sal, suco de limãoe um pouco mais de aziete se preciso for. O molho tem que ficar com a consistência de um creme. Reserve.
  • 4. Numa panela ou frigideira grande, ponha 2 colheres de sopa de azeite. Quando o óleo estiver quente, ponha as abobrinhas e refogue-as até estarem levemente cozidas porem ainda firmes. Quando estiverem no ponto, junte as vagens e misture tudo. Acrescente o molho verde e misture somente até esquentar. Sirva imediatamente.
  • Outras Boas IdéiasMassa com Legumes Grelhados e Agrião e Sopa de Abobrinhas, Arroz e Cogumelos

8 de novembro de 2010

  • Sempre que eu faço massa de torta, eu fico impressionada como é fácil e rápido. Basicamente eu ponho tudo no processador e trabalho farinha e manteiga rápido. O único segredo é a velocidade: a manteiga tem que estar gelada e o processo têm que ser bem rápido para ela não derreter na maquina. E a massa congela muito bem. Só não se esqueça de etiquetar com o nome para você não fazer com outras pessoas por aí que acabaram assando torta de cebola em massa doce…
  • Você pode também mudar os ingredientes da torta. Para uma versão vegetariana, use por exemplo cogumelos ou alho poró no lugar da lingüiça. Refogue-os bem antes em um pouco de azeite para secá-los já que contém muito liquido. E se não quiser usar os tomates assados, use tomates secos, no óleo, escorridos e picados.  
  • O mais clássico é servir essa torta quente ou a temperatura ambiente, com uma salada, mas ela fica uma delicia servida como aperitivo, cortada em quadrados, acompanhando uma cerveja gelada, uma caipirinha ou um copo de vinho.
  •  

  • ingredientes

  • 150 gramas de manteiga sem sal, gelada
  • 1 ovo
  • Farinha de trigo (300 gramas)
  • 1 a 2 colheres de sopa de água gelada
  • 1 pitada de sal
  •  
  • 4 ou 5 tomates maduros
  • 1 colher de sopa de azeite de oliva
  • 1 colher de sopa de vinagre balsâmico
  • Sal e pimenta do reino
  • 200 gramas de lingüiça fina
  • 1 ½ copos de creme de leite fresco
  • ½ copo de leite
  • 6 ovos
  • Noz moscada
  • ¼ a ½ colher de chá de páprica
  • Cibulete ou Cebolinha (um punhado)
  •  
  •  
  •  
  • modo de preparo

  • 1. na vasilha do processador, ponha a farinha e o sal. Processe rápido. Pique a manteiga gelada e ponha no processador espalhando os pedaços por toda a vasilha, junto com o ovo. Processe usando o botão do “pulse”, bem rápido, até formar uns grãos grandes de manteiga+ farinha. Molhe com 1 colher de água e processe mais um pouco até formar uma bola. Se precisar, molhe com mais 1 colher de água. Assim que formar uma bola de massa, pare o processador. Vire tudo em cima de um pedaço de filme plástico, faça um disco e embrulhe; leve a geladeira por no mínimo 1 hora (pode ser feito de véspera). A esse ponto, você pode congelar a massa também.
  • 2. Lave os tomates e seque-os bem. Corte-os em 4, tempere com o azeite e o vinagre. Forre um tabuleiro pequeno com papel manteiga e disponha os tomates partidos, com a pele em contato com o tabuleiro, e leve ao forno pré-aquecido a 150º C graus por 1 horas mais ou menos. (pode ser feito de véspera)
  • 3. Pré-aqueça o forno a 200 graus. Retire a massa da geladeira e deixa-a a temperatura ambiente uns 20 minutos ou até ela perder o “gelo” e poder ser aberta com um rolo. Numa superfície polvilhada de farinha, abra a massa. Com muito cuidado, levante-a e pose-a na forma ( 24cms, laterais removíveis para facilitar o manuseio ). Aperte a massa na forma delicadamente, com os dedos. Corte a beirada com uma faca para dar um acabamento bonito na massa.
  • 4. Ponha um pedaço de papel alumínio sobre a massa e encha de feijões. Isso serve como um peso, impedindo a massa de levantar no forno, para podermos pré-assa-la; Leve ao forno por uns 25 minutos ou até a massa começar a ficar levemente dourada. Retire do forno, retire o papel alumínio e os feijões. Diminua a temperatura do forno para 180º C. Deixe os feijoes esfriar e guarde-os em uma caixa. Como estão secos e assados, não estão bons para serem consumidos mas use ssempre para assar tortas.
  • 5. Pique a lingüiça. Numa frigideira, frite a lingüiça. Retire do fogo, escorra e deixe-a em cima de papel-cozinha para absorver o excesso de gordura. Pique os tomates assados em pedaços grandes. Numa vasilha misture o creme de leite, o leite, os ovos, uma pitada de noz moscada, a páprica, sal e pimenta.
  • 6. Ponha a lingüiça, os tomates e a cibulete na massa assada. Entorne com cuidado o creme por cima, até a 1 cm da borda. Polvilhe um pouco de páprica na superfície e leve ao forno com cuidado. Asse até ficar bem dourado e uma faca sair seca do centro (seca porem úmida) da torta. Sirva quente ou a temperatura ambiente.

Outras Boas Idéias: Torta de Alho Poró e Camarões e Torta de Brocolis e Gorgonzola

Próxima página »