simplesmente delícia

Arquivo de setembro de 2010

28 de setembro de 2010

  • Esse prato surgiu de uma fundamental necessidade de eu continuar aproveitando as couves-flor que estão lindas, sem que houvesse um motim familiar. Apesar de todos por aqui adorarem esse legume, a minha obsessão está criando um problema digno do bolinho de abobrinha, outra, digamos, mania… Enfim, como o gorgonzola é o queijo preferido do filhote, e é uma combinação clássica com a couve-flor, foi fácil chegar à conclusão que um pudim seria outra excelente forma de tapear os rebentos. Alias, estou ficando mestre em enganar e fingir e pretender.
  • Outro prato delicioso e muito fácil. Basicamente joga-se tudo no processador, tritura daqui e dali, entorna na vasilha e forno. E tem mais, fica uma delicia quente ou frio.
  • ingredientes

  • 1 couve-flor média, de aproximadamente 700 a 800 gramas
  • 3 ovos
  • 250 ml de creme de leite fresco
  • 100 gramas de gorgonzola, temperatura ambiente
  • 2 colheres de sopa de cibulette (ou cebolinha), picada
  • Sal e pimenta do reino
  • modo de preparo

  • 1. Ponha uma panela grande de água salgada para ferver. Quando a água estiver fervendo, ponha a couve-flor cortada em pedaços grandes. Cozinhe por 10 minutos. Escorra e reserve. A couve-flor ainda fica um pouco firme.
  • 2. Pré-aqueça o forno a 180C graus. Unte uma vasilha de vidro de 24 x 16 cms com um pouco de manteiga.
  • 3. Na vasilha do processador, ponha 2/3 da couve-flor cozida, os ovos, o creme de leite fresco, 80 gramas (ou 2/3 do queijo) do gorgonzola, a cibulette, o sal e a pimenta. Processe bem até formar um creme grosso. Ajuste o tempero com sal e pimenta.
  • 4. Entorne o creme na vasilha preparada. Com os dedos mesmo, esmigalhe o resto da couve-flor e o restante do queijo. Salpique por cima do creme e leve ao forno por 25-30 minutos, ou até o pudim estar levemente dourando e firme. Sirva quente ou frio.

Outras Boas Idéias: Bolinhos Grelhados de Couve-Flor com Molho de iogurte e Sopa de Couve-Flor e Salmão

22 de setembro de 2010

  • É num dia como hoje que eu me dou conta de como a tecnologia ainda tem muito para nos oferecer. Eu realmente cogitei não dar nome a esse bolo porque eu sei, eu tenho certeza absoluta, que a maioria das pessoas vai torcer o nariz para esse bolo só porque ele tem abobrinha. Aí que entra a tecnologia: seu ela fosse realmente boa, eu mandava o perfume desse bolo até cada um de vocês como uma perfeita prova de que ele é incrível.
  • E ele realmente é incrível, uma delícia, super úmido por conta das minhas abobrinhas queridas, muito perfumado de especiarias, de massa leve (adoro bolos a base de óleo!) e com uma textura deliciosa por conta das amêndoas. E se isso não bastasse, a calda adiciona um amarguinho absolutamente irresistível! Então por favor, eu imploro, de joelhos, dê a esse bolo uma chance! Por favor, abra seu coração para ele! Eu garanto, ele não vai te decepcionar!
  • Aqui entre nos, fiz esse bolo para um grupo de 6 adolescentes que o devorou no espaço de uma noite: a tática aqui é nunca, jamais, sob nenhuma forma, nem sob tortura, revelar que há abobrinha nele.
  • Eu primeiro vi esse bolo, cuja receita é da Gina dePalma, no blog do Adam, e ele não me saiu da cabeça. Recentemente o David Lebovitz também o postou.
  • ingredientes

  • 2 ½ copos de abobrinhas raladas (2 médias aproximadamente)
  • 1 copo de amêndoas (ou nozes)
  • 2 copos de farinha de trigo (280 gramas)
  • 1 colher de  chá  de fermento em pó
  • ½ colher de  chá  de bicarbonato de sódio
  • 1 colher de chá  de sal
  • 2 colheres de  chá  de canela
  • 1 colher de  chá  de gengibre em pó
  • ½ colher de  chá  de noz moscada
  • 3 ovos
  • 1 ¾ copos de açúcar (350 gramas)
  • 1 copo de azeite de oliva extra-virgem
  • 2 colheres de chá de baunilha
  • Raspas de 1 limão
  • Cobertura
  • ¼ copo de suco de limão
  • 1/3 copo de açúcar comum
  • 1 copo de açúcar de confeiteiro (Glaçucar)
  • modo de preparo

  • 1. Pré-aqueça o forno a 180 C graus. Unte com manteiga e polvilhe com farinha uma forma redonda com tubo no centro. Reserve.
  • 2. Rale as abobrinhas no ralo fino e ponha numa peneira enquanto prepara o resto para drená-las do excesso de liquido. Ponha as amêndoas num tabuleiro e leve ao forno por uns 10 minutos ou até começarem a perfumar a cozinha. Elas têm que estar levemente tostadas. Retire do forno e espere esfriar antes de picá-las.
  • 3. Numa vasilha, misture a farinha, o fermento, o bicarbonato, o sal, a canela, o gengibre e a noz moscada. Reserve.
  • 4. Na vasilha da batedeira, ponha os ovos, o açúcar e o azeite. Bata em velocidade media uns 3 minutos. Adicione então a baunilha e as raspas de limão e bata até incorporar na massa. Diminua a velocidade e adicione a farinha com os temperos, parando uma ou duas vezes para limpar as laterais da vasilha com a espátula. Bata mais uns 30 segundos em velocidade média.
  • 5. Esprema um pouco as abobrinhas com as mãos para tirar o excesso de liquido e incorpore a massa junto com as amêndoas, em velocidade baixa. Derrame a massa na vasilha preparada e leve ao forno por 50 a 60 minutos ou até a faca sair limpa do centro do bolo.
  • 6. Enquanto isso, misture os ingredientes da calda numa vasilha.
  • 7. Retire o bolo do forno e deixe esfriar 10 minutos. Vire num prato ou numa grelha e vire de volta para ficar com a casca para cima (na mesma posição que foi assado). Entorne a calda de limão bem devagar, espalhando-a bem com uma faca pelas laterais. Deixe o bolo esfriar antes de partir.

Outra Boa Idéia: Biscoito de Amendoas e Bolo de Cenouras com Abacaxi

15 de setembro de 2010

  • Momento de confissão: eu realmente não fazia a menor fé nessa receita. É de um livro que nunca usei, a receita não vinha acompanhada de foto, e não sei nem dizer por que resolvi testá-la; mas ainda bem que às vezes coisas boas acontecem de uma forma que não dá para explicar porque esse bolo é uma realmente uma delicia. A camada de bolo é leve e bem fofa, e é a cobertura de nozes e açúcar é que faz o charme do doce. E para melhorar tudo, é facilimo de preparar.

  • Agora você vai ter que me prometer uma coisa: você vai esperar pelo menos uma hora antes de partir o doce depois que cobrir com a calda. Vá fazer uma aula de ginástica ou correr na praia (bem providencial nesse caso!), vá comprar, para você ou para sua cara-metade, um vestido bem curto e florido para o verão que já esta chegando , vá ver um filme que te faça rir, vá namorar mas só volte para casa depois de uma horinha pelo menos! Esse é o tempo que a calda precisa para secar e poder ser partida sem problemas. E se você agüentar esperar mais um pouquinho, você vai ver que esse bolo fica ainda mais gostoso depois de algumas horas… Mas aí talvez seja pedir demais…
  •  
  • Adaptado do livro Sticky, Chewy, Messy, Gooey de Jill O’Connor
  •  
  • ingredientes

  • 2 copos de farinha de trigo (280 gramas)
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • ¼ colher de chá de bicarbonato de sódio
  • ¼ colher de sobremesa de sal
  • 200 gramas de manteiga sem sal (e mais um pouco para untar o tabuleiro)
  • 1 copo de água fervente (250 ml)
  • 115 gramas de chocolate meio-amargo (eu prefiro o Lacta com 41% cacau)
  • 2 copos de açúcar (400 gramas)
  • ½ copo de iogurte natural
  • 2 ovos
  • 1 colher de sopa de baunilha
  •  
  • Cobertura
  • 80 gramas de chocolate meio-amargo (eu prefiro o Lacta com 41 % cacau)
  • 100 gramas de manteiga sem sal
  • 1/3 copo de iogurte natural
  • 1 colher de chá de baunilha
  • 1 pitada de sal
  • 3 copos de açúcar de confeiteiro (Glaçucar) peneirado
  • 1 ½ copo de nozes picadas (150 gramas)
  •  
  • modo de preparo

  • 1. Forre o fundo de um tabuleiro pequeno de 33 x 24 cm com um pedaço de papel manteiga. Unte-o todo com manteiga derretida. Reserve. Pré-aqueça o forno a 200C graus.
  • 2. Numa vasilha, misture a farinha, o fermento o bicarbonato e o sal. Reserve.
  • 3. Numa panela pequena, ponha a manteiga, o chocolate e a água fervente. Leve ao fogo médio e misture com uma colher de pau somente ate o chocolate derreter e o creme estar liso e homogêneo. Desligue o fogo e acrescente imediatamente o açúcar. Quando o açúcar estiver incorporado, adicione os ovos, o iogurte e a baunilha.
  • 4. Ponha o creme todo na vasilha da batedeira e, em velocidade media, acrescente os secos (farinha, bicarbonato, fermento e sal) batendo por 1 minuto. Derrame imediatamente no tabuleiro preparado e leve ao forno por 20 a 25 minutos, ou até um palito sair seco do centro do bolo e a massa de soltar das laterais do tabuleiro.
  • 5. Quando faltar 3 minutos para o bolo ficar pronto, comece a preparar a cobertura. Ela tem que ser despejada quente assim que o bolo sair do forno.
  • 6. Para a cobertura: numa panela media, ponha o chocolate, a manteiga, e o iogurte. Leve ao fogo médio somente até derreter o chocolate e a manteiga. Retire do fogo e acrescente a baunilha, o sal e os 3 copos de açúcar de confeiteiro. Misture bem, junte as nozes picadas e imediatamente derrame com cuidado no bolo quente. Espalhe com uma espátula sobre toda superfície do bolo. Deixe secar por no mínimo 1 hora.
  • 7. Para retirar do tabuleiro, passe uma faca na borda toda para desgrudar qualquer pedaço de massa que tenha ficado mais agarrado no tabuleiro. ponha uma tabua em cima do tabuleiro e vire ao avesso com muito cuidado. Levante o tabuleiro com cuidado. Retire o papel manteiga e ponha outro prato ou tabua em cima do fudge, e de novo, vire ao avesso para voltar o doce de cabeça pra cima!
  • Outras Boas Idéias: Bolo de Chocolate com Calda de Caramelo e Amendoins e Brownie com Whisky e Passas

12 de setembro de 2010

  • O assunto Pizza é uma coisa muito séria.  As facções são claramente divididas e não existe muita conversa possível entre elas. Cada lado tenta provar com dados específicos, cientificamente comprováveis e supostamente desprovido de emoções que sua massa preferida fina/ grossa/média é superior/melhor/única.  De um lado ou de outro, se você como eu está sempre à procura de uma perfeita massa pra pizza, pegue uma senha e entre na fila. 

  • Já testei varias massas e um dos maiores empecilhos que sempre encontro ocorre devido ao fato que não sou uma pessoa tão organizada assim. Quer dizer, não consigo definir hoje se quero comer pizza amanha a noite. E a grande maioria das boas massas requer que esta seja preparada pelo menos de véspera para maturar textura e sabor. No caso da receita de um Chefe Frances que ganhou o premio de melhor pizza da França (ok, eu sei, eu sei que a França não é exatamente conhecida por suas pizzas mas eu juro que essa promete!) a massa tem que ser feita com 48 horas de antecedência.  Mas eu não arredo pé: sempre acreditei que havia uma massa esperando para ser descoberta, que pudesse ser preparada num tempo razoável e que me desse um resultado decente.  E essa massa do Jamie Oliver é realmente fantastica: rápida de fazer, ela é altamente agradável e fácil.

  • Eu gosto de abrir a massa para montar a pizza em superfície polvilhada de semolina, que também uso para polvilhar a pedra aonde ela vai assar. Isso acrescenta um pouco do sabor e um ligeiro crocante a massa. Não se esqueça de pré-aqueçer o forno pelo menos 40 minutos antes de assar a pizza, a no mínimo 250/300 graus. Eu tenho um velho pedaço de granito que só uso para assar pizza mas as pedras de pizza de cerâmica que estão disponíveis no mercado também funcionam bem. A verdade é que as pizzas realmente precisam de uma superfície para assar como uma pedra (granito, mármore) ou cerâmica. A qualidade porosa desses materiais absorve mais calor e ajuda a tostar a massa o que as torna quase identicas às pizzas assadas em forno a lenha.  

 

  • ingredientes

  • 800 gramas de farinha de trigo (use uma farinha forte, com alto teor de glúten)
  • 200 gramas de semolina de trigo durum
  • 1 colher de sopa de sal
  • 1 ½ colher de sopa de fermento biologico seco instantâneo
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • 4 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 650 ml de água morna (45 graus)

 

modo de preparo

  • 1. Peneire a farinha e o sal em cima de uma superfície de trabalho limpa, e faça um poço no centro. Em outra vasilha misture o fermento, o açúcar, o azeite e a água morna. Reserve por alguns minutos até o liquido borbulhar um pouco.
  • 2. Despeje o liquido no poço no centro da farinha, bem devagar. Com um garfo, vá misturando a farinha ao liquido aos poucos, acrescentando mais farinha à medida que essa for incorporada. Quando ao liquido estiver todo absorvido pela farinha, trabalhe a massa com as mãos. Trabalhe a massa até ela estar lisa, ligeiramente esponjosa e maleável. Isso vai levar alguns minutos.
  • 3. Polvilhe uma vasilha grande com um pouco de farinha, disponha a massa e cubra com um pano úmido. Reserve por 1 hora pelo menos até a massa dobrar de tamanho.
  • 4. Retire a massa da vasilha e ponha-a numa superfície ligeiramente polvilhada de farinha. Trabalhe um pouco a massa para tirar o ar; use-a imediatamente ou embrulhe a massa em filme plástico e leve a geladeira ou ao freezer.
  • 5. Se você for usar a massa imediatamente, abra a massa para a pizza 15 a 20 minutos antes. Porem não deixe a massa aberta por horas do lado de fora da geladeira. Se você for usar a massa somente dali algumas horas, deixe-a guardada na geladeira. Se você quiser abrir a massa em discos antecipadamente para ter menos trabalho na hora de assar, abra a massa em discos, prepare-as em pedaços de papel alumínio ligeiramente untados de azeite e polvilhados de farinha, cubra com papel alumínio e reserve na geladeira.
  • Outras Boas idéias: Pissaladière e Pan-Pizza

8 de setembro de 2010

Minha ultima semana foi tão corrida que não tive tempo de postar nada antes de sair uns dias para aproveitar o feriado. E aproveitar foi o que fiz! Entre passeios e comidas e mercados (de comida, claro) apesar de uma gripe sorrateira que me pegou de jeito, adorei meus dias na Grande São Paulo! Espero voltar logo pois ainda falta uma série de coisas importantes da lista que meu amigo Bergamo me mandou, como por exemplo uma incrível caipirinha de jabuticaba que não me sai da cabeça…

E para comemorar a volta ao Rio, vou sortear um adesivo da minha amiga Gabi, que fez o lindo design do meu blog, e tem uma loja virtual de adesivos incríveis, a GECKO! Se você mora no Brasil, não deixe de participar: é só deixar um comentário falando de alguma coisa que tenha provado em alguma viagem (pode ser em qualquer lugar, no seu estado, no Brasil, no exterior!) que tenha ficado na sua memória e me diga também qual a cor que gostaria para seu adesivo (Dê uma espiada no site e escolha entre as 30 cores!). Vou sortear o adesivo aleatoriamente no sábado dia 11 de setembro!

Domingo, 12 de Setembro: usei o www.random.org para sortear um numero entre todos os comentarios, e este foi o 22 ! Monica, por favor me passe um email com teus dados para entrega do adesivo para Flavia@simplesmentedelicia.com

Adorei ler sobre as momentos, as viagens, e os pratos que proporcionaram tantas lembranças deliciosas. Obrigada por participar!