simplesmente delícia

Arquivo de junho de 2009

30 de junho de 2009

Mais um pequeno milagre. Não como o nascimento de uma criança ou um eclipse total do sol claro, mas um pequeno milagre no sentido de como alguns poucos ingredientes fazem uma sobremesa tão simples e tão gostosa. A massa, parte que muitas vezes nos intimida, é tão simples que você vai passar a usá-la para outras tortas. Essa receita dá para duas tortas e você pode congelar a segunda metade envolvendo bem com filme plástico. E a torta montada pode ser feita com antecedência de até 8 horas. Só deixe para assá-la perto de servir, ou até enquanto o jantar estiver na mesa, assim a torta é servida quente, com uma bola de sorvete. Gostaria de dizer que a torta é enorme e serve 6 pessoas, mas tenho que confessar também que aqui em casa serviu 4… Minha irmãzinha querida veio jantar (ela mora longe demais de nós) e os ânimos renovados fizeram a torta terminar no final do jantar!

Se você não quiser fazer a calda, use um pouco de geléia de damasco, ou mel, derretidos para passar nas maças depois de assadas. Essa é mais uma receita do delicioso livro do David Tanis, A Platter of Figs.

  •  
  • ingredientes

  • 2 copos + 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • 200 gramas de manteiga sem sal, gelada, picada
  • ½ colher de chá de sal
  • 1 ovo ligeiramente batido com um garfo
  • Água gelada
  • 8 maças misturadas, eu gosto de Fuji e a maçã verde
  • 1 copo de açúcar, para a calda
  • 1 copo de água
  • ¼ copo de açúcar, para polvilhar a torta

  •  
  • modo de preparo

  • 1. Em um copo medidor, ponha o ovo ligeiramente batido. Complete com água gelada até obter ½ copo de liquido. Reserve. Numa vasilha grande, ponha a farinha, o sal e a manteiga. Com as pontas dos dedos, vá amassando rápido até a manteiga estar praticamente toda incorporada mas ainda com alguns pedaços não absorvidos pela farinha. Junte então de uma só vez o ovo com a água e, bem rápido, amasse tudo com os dedos até formar uma bola. Faça isso o mais rápido possível pois essa massa perde muito de sua textura com a manipulação.
  • 2. Faça um retângulo com a massa, polvilhe com um pouco de farinha e embrulhe com filme plástico. Leve a geladeira por no mínimo 2 horas.
  • 3. Após as 2 horas na geladeira, retira a massa e divida em 2. Guarde uma metade para outra sobremesa. Numa superfície ligeiramente polvilhada de farinha, abra a massa com um rolo em um retângulo um pouco maior que o tabuleiro de 28 x 44 cm. Ponha a massa no tabuleiro sem se preocupar muito com as laterais. É para ser mesmo uma torta rústica! Embrulhe o tabuleiro e a massa no filme plástico e leve a geladeira por 1 hora pelo menos.  
  • 3. Enquanto isso descasque as maças. Parta- as em 4, retirando o miolo com uma faca pequena e reservando-os. Vá pondo todos os miolos das maças numa panelinha.
  • 4. Fatia cada pedaço de maça em fatias finas, arrumando em cima de uma tabua para facilitar a montagem da torta. Não tem problema se as maças começarem a escurecer.
  • 5. Na panela com os miolos de maças, ponha o copo de açúcar e o copo de água e leve ao fogo médio. Cozinhe até formar uma calda grossa. Coe a calda e reserve.  Pegue o tabuleiro pronto com a massa e arrume as maçãs em fileiras, com as fatias bem apertadas umas nas outras. As maças vão encolher no forno então não deixem de usar todas! Quando o tabuleiro estiver pronto com as maças, você pode guardá-lo na geladeira por até 8 horas, bem envolto em filme plástico. As maças vão escurecer mas isso não tem problema.
  • 6. Pré-aqueça o forno a 190º C. Polvilhe as maças com o ¼ de copo de açúcar e leve o tabuleiro pronto com a massa e as maçãs para o forno por 45/50 minutos ou até a massa estar dourada. Quando a torta estiver pronta, retire do forno, deixe esfriar um pouco e pincele a calda nas maçãs. Sirva morno ou a temperatura ambiente.
  •  
  • Outra Boa Idéia: Bolo de Maças Caramelizadas

26 de junho de 2009

A vida é cruel. Eu sei. É só olhar para essa receita e você vai provavelmente chegar à mesma conclusão. Eu mesma nunca entendi porque as coisas mais gostosas, aquelas que temos vontade de comer quando estamos doentes ou quando a vida toma um rumo nem sempre muito gentil, são, de longe, as mais calóricas! E é assim mesmo. Quer dizer, se alface fosse mesmo bom, levaríamos de presente quando visitássemos um doente. Mas não. Levamos chocolate, bombons, bolo. E para mim, queijo é um ponto fraco. Alias fraquíssimo. Tive que pensar muito antes de fazer esse prato pois sabia que meu autocontrole ia pro brejo em um segundo. Mas como tenho uma prova longa (de corrida- a única coisa que, muitas vezes, me separa de um completo ataque de nervos!!!) esse semana (21,097 km!!) , tinha uma desculpa um pouco mais valida. Ou pelo menos me deixo enganar mais facilmente!

Essa receita é especial para o Alexandre e todos meus amigos de treino.

Serve 6 a 8 pessoas

 

 

  • Ingredientes

  • 500 gramas de macarrão tipo conchinha
  • 1 copo de creme de leite fresco
  • 1 limão (suco)
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 6 colheres de sopa de manteiga
  • 1 cebola picada
  • 1/3 copo de farinha de trigo
  • 3 ½ copos de leite
  • 1 ½ copo de queijo cheddar ralado
  • ½ copo de queijo parmesão
  • 100 gramas de queijo cream-cheese, tipo Philadelphia
  • 1 limão
  • 100 gramas de bacon, picado e frito
  • Sal, pimenta do reino, pimenta caiena, noz moscada
  •  
  • Modo de preparo

  • 1. Numa vasilha, misture o creme de leite fresco com o suco de limão . Deixe o creme de leite talhar; isso vai levar uns 10 minutos. Reserve.
  • 2. Cozinhe o macarrão al dente em bastante água salgada. Escorra e junte o creme de leite. Reserve.
  • 3. Unte um pirex grande (24 x 30 cm) com um pouco de manteiga. Pré-aqueça o forno a 180º C.
  • 4. Numa panela grande, ponha a manteiga e o azeite. Junte a cebola e refogue até ela ficar translúcida, uns 4 a 5 minutos. Junte a farinha e cozinhe por mais uns 5 minutos, até a farinha começar a ficar levemente dourada. Isso é importante para o molho não ficar com o gosto pronunciado de farinha.
  • 5. Adicione o leite aos poucos, misturando sempre com uma colher de pau, e cozinhe por uns 5 minutos até o creme engrossar. Tire a panela do fogo e acrescente os queijos ralados e o cream-cheese. Misture bem. Tempere com sal, pimenta do reino, pimenta caiena e uma boa pitada de noz moscada.
  • 6. Misture o creme no macarrão, adicione o bacon frito e misture delicadamente. Ponha no pirex e leve ao forno por 35 a 40 minutos, até a massa começar a borbulhar e ficar levemente dourada. Sirva quente.
  •  

Outra Boa Idéia:  Spaghetti Alla Carbonara

  •  

23 de junho de 2009

Esse bolo é, alem de outro clássico, certamente um dos bolos mais fáceis que eu faço aqui em casa. Alem disse, ele tem a incrível vantagem de ser sofisticado o suficiente para ser servido de sobremesa num jantar ou perfeito para um lanche de tarde. De qualquer forma, é um bolo onde a amêndoa é o centro indiscutível das atenções.  Esse bolo simples e sofisticado tem tudo para se tornar o preferido dos grandes amantes de amêndoas como eu. E se você, ao contrario de mim, conseguir esperar um dia, experimente fazê-lo no dia anterior e você vai ver que o sabor só faz intensificar. 

Sirva-o com um pouco de chantilly levemente adocicada, uma calda de frutas, ou frutas frescas. Você também pode dobrar essa receita para uma forma maior, de 25 ou 26 cms por exemplo.

 Receita adaptada da grande Alice Medrich e seu impecável livro, Pure Dessert.

 

  • ingredientes

  • 1 colher de sopa de manteiga bem amolecida
  • 6 colheres de sopa de amêndoas fatiadas
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  •  
  • 110 gramas de amêndoas inteiras
  • 1 copo + 1 colher de sopa de açúcar
  • ¼ colher de sobremesa de sal
  • ½ colher de sobremesa de essência de amêndoas (opcional)
  • 3 ovos grandes
  • 100 gramas de manteiga sem sal, temperatura ambiente
  • 1 colher de sopa de kirsch ou brandy, ou cachaça (opcional)
  • 1/3 copo de farinha
  • ¼ colher de sobremesa de fermento em pó
  •  
  • modo de preparo

  • 1. Pré-aqueça o forno a 180ºC. Use a manteiga amolecida para untar uma forma de 22 cm. Passe toda a manteiga tomando cuidado para passar bem nos cantos. Em seguida espalhe as amêndoas fatiadas no fundo e nas laterais da forma. E polvilhe as 2 colheres de açúcar por cima das amêndoas. Reserve a forma.
  • 2. Na vasilha do processador, ponha as amêndoas inteiras, o açúcar, o sal, e a essência de amêndoas e processe até as amêndoas estarem bem trituradas. Adicione os ovos, a manteiga o álcool (se for usar) e processe somente até juntar os ingredientes. Adicione a farinha e o fermento em pó e processe de novo somente até homogeneizar a massa.
  • 3. Entorne a massa na forma preparada e leve ao forno por 40 minutos. Cheque com um palito aos 35 mns: o palito deve sair seco do centro do bolo. Deixe o bolo esfriar totalmente.
  • 4. Passe uma faca bem rente as laterais da forma para soltar o bolo antes de virar num prato.
  •  

Outra Boa Idéia: Clafoutis de Ameixas Frescas

17 de junho de 2009

Bem como já havia mencionado aqui por essas bandas antes, eu adoro uma sopa. Mais particularmente sopas quentes… e mais precisamente sopas com consistência! E semana passada, no meio do feriado, num dia chuvoso que pedia por uma sopa deliciosa, fui almoçar com uma amiga querida e comi uma sopa de batata baroa desastrosa que partiu meu coração. Mas como se diz por aí, uma janela fecha e outra abre e lembrei-me dessa receita que estava na minha lista - cada vez maior diga-se de passagem, de pratos que eu quero fazer e por um motivo ou outro, não consigo arrumar tempo, ou ocasião ou propósito.

Essa sopa é tão gostosa que não consigo pensar em superlativos suficientes para convencê-los a testar a receita. O contraste de sabores é surpreendente, mas ao mesmo tempo reconfortante: não há nada aqui que seja complicado ou estranho. Essa sopa requer um preparo um pouco mais longo pois temos que assar as batatas e os tomates antes mas isso pode ser feito de véspera. E essa sopa ainda tem a vantagem de ser deliciosa tanto quente quanto fria. Mas ao esquentá-la, não deixe ferver, só aqueça o suficiente para servir.

  • Essa receita serve 2 a 3 pessoas e pode ser facilmente dobrada 

  • ingredientes

  • 1,5 kg de batata doce (2 grandes aproximadamente)
  • ¼ copo de azeite (aproximadamente)
  • 6 tomates bem maduros
  • 4 dentes de alho, picados
  • 1 colher de vinagre balsâmico
  • 2 colheres de sopa de manteiga sem sal
  • ½ cebola roxa, picada
  • 1 cenoura picada
  • 1 talo do aipo picado
  • 3 copos de caldo de legumes
  • 5 ramos de tomilho fresco (ou 1 colher de sobremesa do tomilho seco)
  • 1 colher de sopa de salvia fresca
  • 1 laranja (o suco)

  •  
  • modo de preparo

  • 1. Pré-aqueça o forno a 220º C. Num tabuleiro, ponha as batatas-doce e passe um pouco de azeite ao redor de cada uma. Leve ao forno por aproximadamente 45 minutos ou até estarem bem moles por dentro. Quando estiverem frias o bastante, retire as cascas e passe as batatas por um espremedor. Reserve.
  • 2. Enquanto isso, corte os tomates em 2 e retire todas as sementes. Misture os tomates partidos com os dentes de alho, 2 colheres de azeite e o vinagre balsâmico. Ponha num outro tabuleiro e leve ao forno (ao mesmo tempo em que as batatas) por 30/35 minutos. Reserve.
  • 3. Numa panela media, derreta a manteiga com 4 colheres de sopa de azeite. Refogue a cebola até ficar translúcida, uns 10 minutos. Adicione a cenoura e o aipo e refogue por mais 10 minutos. Adicione então o caldo de legumes e ferva em fogo baixo por 20 minutos. Se você for usar o tomilho seco, adicione agora. Ao final dos 2 minutos, junte a batata doce e mexa por 5 minutos. Cheque a consistência da sopa e se precisar, adicione um pouco de água (ou caldo) mas não esqueça que ainda vamos por o suco de laranja. Tempere com sal e pimenta.
  • 4. Junte agora as ervas frescas, mexa um pouco mais e retire a panela do fogo. Deixe a sopa resfriar uns 8 a 10 minutos e triture-a no liquidificador ou processador. Quando ela estiver bem cremosa, ponha-a de volta na panela e junte o suco de laranja. Não deixe a sopa ferver, mas apenas esquente-a o suficiente para servir.
  • 5. Pique os tomates assados em pedaços grossos e sirva por cima da sopa.
  •  
  • Outra Boa Idéia: Sopa de Abobrinha e Cogumelos

  •  

14 de junho de 2009

De novo, nada como um  bolo simples, sem pretensões, mas cheio de sabor e com uma linda textura. Esse bolo é um clássico. A única coisa que fiz aqui é adicionar pedacinhos de chocolate picado a massa toda, que faz com que o chocolate aparece sorrateiro por todo o bolo. A calda que perfuma uma das 3 camadas de massa é à base de cacau para não adoçar desnecessariamente a massa. Se preferir usar chocolate em pó, reduza o açúcar na calda para 1/3 de copo.

Quando você provar esse bolo, vai entender porque clássicos são clássicos….

  •  
  •  
  • ingredientes

  • 2 ½ copos de açúcar
  • ½ copo de cacau em pó
  • ¼ copo de Karo (xarope de glucose de milho)
  • 2 ½ colheres de chá de baunilha
  • 2 2/3 copos de farinha de trigo
  • 2 colheres de chá de fermento em pó
  • ½ colher de chá de sal
  • 200 gramas de manteiga sem sal, temperatura ambiente
  • 4 ovos
  • 1 copo de leite, temperatura ambiente
  • 1 copo (170 gramas) de chocolate meio-amargo, picado (eu usei o novo Hershey’s meio-amargo com 41% cacau, que é excelente)

  •  
  • modo de preparo

  • 1. Numa panelinha, misture ½ copo de açúcar, o cacau e o Karo com ½ copo de água fervente. Misture bem e leve ao fogo até começar a ferver, mexendo ocasionalmente. Assim que ferver, desligue o fogo e junte a baunilha. Reserve.
  • 2. Unte com bastante manteiga e polvilhe de farinha uma forma redonda de tubo. Pré-aqueça o forno a 180° C.
  • 3. Num recipiente, misture a farinha, o fermento em pó e o sal. Reserve.
  • 4. Na vasilha da batedeira, bata a manteiga com os 2 copos de açúcar restantes. Bata bem até formar um creme leve e fofo. Em velocidade media, adicione os ovos, um por um, batendo bem entre cada ovo. Diminua a velocidade da batedeira e adicione os secos alternando com o leite, em 3 vezes, sempre começando e terminando com os secos.
  • 5. Pare a batedeira, e limpe as laterais com uma espátula. Bata só ate a massa ficar homogênea. Adicione o chocolate picado mexendo delicadamente com uma espátula.
  • 6. Divida a massa em 3 partes iguais. Ponha uma das partes na forma preparada. Numa outra parte de massa, adicione a calda de chocolate e misture com cuidado. Entorne essa massa com chocolate em cima da outra na forma, com cuidado. Por fim, ponha a terceira parte de massa por cima da parte com chocolate. Agora use um palito grande ou uma faca para mesclar as três camadas de massa e formar o efeito de mármore do bolo.
  • 7. Para tal, enfie o palito até o fundo da forma e, com movimentos circulares, faça ondas no bolo, levantando e abaixando o palito para ter certeza que as camadas se misturaram. Faça isso 2 vezes, no bolo todo.
  • 8. Leve ao forno por 1hr10mn ou até um palito sair seco do centro do bolo. Deixe esfriar antes de desenformar.
  •  
  • Outra Boa Idéia: O Perfeito Bolo Branco

  •  

Próxima página »