simplesmente delícia

Arquivo da categoria 'café da manhã'.

5 de julho de 2010

  • Confesso que não tinha a menor intenção de postar essa receita agora já que postei a receita de geléia de morangos há pouquíssimo tempo.  Fiz essa geléia para minha mãe, que adora figos. Outro momento confissão do dia: não adoro figos. É uma dessas frutas que como de vez em quando, não tenho nem amor nem aversão. Mas a geléia ficou tão boa, mas tão boa que surrupiei um dos potes que havia preparado para minha mãe e ele terminou num espaço de tempo recorde. Comi com iogurte, comi com um queijo de cabra delicioso que comprei na Feira de orgânicos da Glória, comi com pão, e comi com sorvete. E vou entregar os outros potes para minha mãe imediatamente pois creio não poder me controlar.
  •  
  • Eu pus as favas de baunilha como opcionais já que são freqüentemente difíceis de encontrar, mas elas dão uma dimensão toda especial a essa geléia. Veja na ultima foto, as sementes de baunilha namorando as sementes dos figos!
  •  
  • Receita inspirada na Christine Ferber, a Fada-Madrinha das geléias na França!
  •  
  • ingredientes

  • 1,5 kg de figos maduros
  • 900 gramas de açúcar cristal
  • 1 limão (suco)
  • 2 favas de baunilha (opcional)
  •  
  • modo de preparo

  • 1.       Lave os figos e seque-os com cuidado. Corte os cabos e fatie-os. Não corte as fatias muito finas pois eles acabam se desmanchando demais durante o cozimento. Ponha os figos fatiados numa panela grande com o açúcar e o suco do limão. Parta as favas de baunilha no sentido do comprimento e retire as sementes com a ponta de uma faca. Junte as favas partidas e as sementes aos figos.
  • 2.        Leve ao fogo médio e deixe ferver. Assim que ferver, mexa com uma colher de pau somente até o açúcar dissolver. Assim que o açúcar dissolver, apague o forno, e cubra os figos com um pedaço de papel-manteiga ou um pano de cozinha. Reserve em temperatura ambiente por 24 horas.
  • 3.       Esterilize 4 ou 5 vidros (de 350 ml) e suas tampas levando ao forno pré-aquecido a 100 graus por 10 minutos ou mergulhando-os em água fervente por 5 minutos.
  • 4.       Leve a panela com os figos ao fogo médio/alto. Ferva os figos até começarem a engrossar. Se você tiver um termômetro de cozinha, os figos têm que atingir 105ºC. Se não tiver um termômetro, não tem problema. Leve um prato ao freezer e teste a geléia de vez em quando pondo um colherzinha da geléia no prato gelado: ela não pode escorrer no prato. Se isso acontecer, cozinhe mais um pouco.
  • 5.       Eu evito especificar o tempo exato de cozimento da geléia já que frutas são imprevisíveis. Já fiz essa receita em 10/15 minutos com já  fiz em 20/25 minutos.
  • 6.       Quando a geléia estiver pronta, desligue o fogo, e retire as favas. Ponha as favas num pratinho. Usando um funil (se você tiver um), vá entornando a geléia quente nos vidros esterilizados. Quando houver enchido todos os potes (ponha geleia até a borda), corte as favas e divida-as entre os potes. Tampe os potes com suas respectivas tampas apertando bem, e imediatamente vire os potes de cabeça para baixo. Isso ajuda na vedação. Deixe os potes esfriarem assim. Etiquete-os e guarde em um local fresco.  Depois que abrir o pote de geleia, guarde na geladeira. Se os potes tiverem sido esterilizados direito, a geléia guarda por pelo menos 6 meses.
  •  
  • Outras Boas idéias: Sorvete de Canela Caramelizada e Figos e Tapenade de Azeitonas e Figos Secos

18 de junho de 2010

  • Fazer geléia nada mais é do que conservar as frutas no açúcar. O que eu não consigo entender é porque as boas geléias têm que custar tão caro. Enfim, eu não entendia até que comecei a prepará-las em casa. Na realidade é preciso uma grande quantidade de frutas, no pico da maturidade, para um potinho de geléia. Mas, não desamine já: vale todo o esforço, ou pelo menos que a maioria das pessoas percebe com o esforço. Geléias são na realidade super fáceis de preparar e tem um monte de funções: aqui em casa, a filhota adora comer com sorvete ou com iogurte (greek iogurt - que a mãe dela prepara carinhosamente durante horas para ela comer como se não houvesse amanhã), alem, claro dos clássicos como com pão, panquecas etc. 

  • Para conservar as frutas é preciso açúcar, e não adianta tentar diminuir a quantidade muito pois senão não haverá geleificaçao (essa palavra existe?). A quantidade mínima numa geléia é 50% de açúcar (já vi receitas com 45% mas isso é brincar com o perigo!!).  A maceração dos morangos na calda de açúcar permite ao açúcar impregnar melhor as frutas mantendo a sua forma. Esse tipo de cozimento em 2 etapas faz um produto final com mais textura.  Se você gosta da sua geléia mais gelificada, é só aumentar o tempo de cozimento: a geléia ficará mais doce, a textura das frutas menos bonita e a cor mais caramelizada.  E lembre que o único segredo da geléia é a fruta: use frutas frescas, bem maduras e perfumadas.  
  •  
  • ingredientes

  • 1 quilo de morangos bem maduros
  • 1 quilo de açúcar
  • 1 limão
  • 4 potes de vidro, de 250 ml
  •  
  • modo de preparo

  • 1.       Lave os morangos e corte os cabinhos. Pique os morangos em pedaços pequenos. Numa panela grande, ponha os morangos picados e o açúcar. Mexa bem, leve ao fogo médio e cozinhe ate o açúcar dissolver e o liquido estar claro. Apague o fogo, acrescente o suco do limão, tampe a panela e deixe os morangos repousarem na calda 24 horas.
  • 2.       No dia seguinte, esterilize os potes de vidro. Eu prefiro por os potes e suas tampas em forno pré-aquecido a 110C graus por 5 minutos, mas você pode também escaldar os potes e as tampas em água fervente por 8-10 mns. Retire os potes da água com uma pinça de cozinha e prepare-os num tabuleiro.
  • 3.       Numa frigideira media, ponha uma ou duas conchas dos morangos com a calda. Leve a fogo médio e deixe ferver, misturando com uma colher de pau. Apos uns 5 ou 6 mns a calda vai começar a engrossar e caramelizar ligeiramente. Retire então do fogo e encha imediatamente os potes. Encha cada pote até a borda, tampe e vire o pote de cabeça para baixo. Isso tem que ser feito com os potes ainda quentes.  Deixe os potes esfriarem de cabeça para baixo.

Outras Boas Idéias:  Geleia de Laranja e Limao Galego e Geléia de Pimentões

1 de dezembro de 2009

  • A nossa vida tão corrida, especialmente nessa época do ano, não nos permite viver e comer como faziam antigamente, numa época onde era perfeitamente normal assar sempre seu pão (todos os dias!!) ou fazer seu próprio queijo. Hoje a vida parece mais difícil, não temos tempo pra nada, e naturalmente o comercio supriu essa carência.  É mais fácil entrar e comprar um pão na padaria ou um queijo no supermercado. Mas eu continuo acreditando que as pessoas, quando comem uma coisa feita em casa, que seja ela um bolo fresco ou um pão incrível, percebem logo a diferença.
  • Eu tenho tentado me policiar pra não cair na tentação de querer fazer tudo em casa. Essa semana mesmo eu desisti de fazer hambúrguer porque não tive tempo de assar os pães. Mas quando estou no meu estado normal consigo me desvencilhar das minhas neuroses e foi o que aconteceu com esse croissant. Eu pensei em fazer os croissants em casa para mostrar a vocês como fazer massa folhada. Mas aí pensei no calor do verão carioca, na correria da minha vida no final de ano e achei que talvez não fosse uma boa idéia. Fui então a uma padaria ótima aqui do Rio, a Talho Capixaba, e comprei os croissants prontos. E sabe o quê??  Não fez a menor diferença.  Os croissants recheados com o creme de amêndoas ficaram maravilhosos!  Perfeitos tanto no café da manhã quanto no lanche.
  • Alias esse creme de amêndoas, que na França chamamos de frangipane, é uma delicia e super versátil. Ele deve ser usado sempre assado: experimente num fundo de torta de maçãs ou recheando peras ou maças assadas inteiras.
  • Mas aqui entre nós, ainda estou namorando a idéia dos pães para hambúrguer… Alguém se habilita??
  •  
  •  
  • ingredientes

  • 6 a 8 croissants, “envelhecidos” pelo menos 2 dias
  •  
  • ¼ de copo de água
  • ½ copo de açúcar
  • 3 colheres de sopa de suco de laranja
  •  
  • ¾ copos de amêndoas inteiras
  • ¼ copo de amêndoas fatiadas
  • 1/3 copo de açúcar
  • 1 ovo
  • ½ colher de sobremesa de aroma de baunilha (ou ¼ de amêndoas e ¼ de baunilha)
  • 3 colheres de sopa de manteiga sem sal, temperatura ambiente

  •  
  • modo de preparo

  • 1. Numa panelinha, misture a água e o açúcar e leve ao fogo. Deixe ferver uns 3 minutos, até o açúcar derreter totalmente. Retire do fogo, junte o suco de laranja e reserve. Essa calda pode ser feita até 2 dias antes: guarde na geladeira.
  • 2. Na vasilha do processador, ponha as amêndoas inteiras e o açúcar. Triture até formar uma farinha grossa, usando o botão do “pulse”. Adicione o ovo e os aromas e triture até formar um creme. Junte a manteiga e triture mais uns 10 segundos. Pare o processador, limpe as laterais da vasilha com uma espátula e triture mais 10 segundos. Ponha todo o creme numa vasilha e leve à geladeira por no mínimo uma hora. Esse creme pode ser feito com até 3 dias de antecedência.
  • 4. Pré-aqueça o forno a 180°C. Ponha as amêndoas fatiadas em um tabuleiro e leve ao forno para tostá-las, aproximadamente 8 minutos. Vigie de perto pois queima rápido!! Retire do forno e reserve.
  • 3. Com uma faca de serra abra os croissants ao meio . Molhe a parte de baixo de cada croissant com uma colher de sopa de calda. Depois ponha aproximadamente uma colher de sopa de creme de amêndoas e espalhe por todo o pão. Cubra com a parte de cima do croissant. Com uma faca sem fio passe mais uma colher de sopa de creme de amêndoas por cima e salpique com as amêndoas fatiadas. Ponha o croissant preparado num tabuleiro forrado com papel manteiga (ou alumínio). Repita o processo com todos os croissants. Dependendo do tamanho doa pães, você vai conseguir preparar 6 ou 8 croissants recheados com essa quantidade de creme de amendoas.
  • 4. Leve ao forno por 25 minutos ou até dourar.
  •  
  • Outra Boa Idéia: Granola Feita em Casa

 

26 de outubro de 2009

  • Essa receita me pegou de surpresa porque não esperava muito dela. Na realidade, a fiz unicamente porque meus rebentos, ao contrario de mim, adoram chocolate branco. Eu não vou nem entrar no mérito de que chocolate branco não é chocolate mas o acho sempre doce e gorduroso demais. Mas como não há nada que não façamos pelos filhotes, resolvi testar a receita; e que bom que o fiz porque é mesmo uma delicia! O azeite combina perfeitamente bem como o chocolate branco e a baunilha (as favas, não o aroma sintético!) adiciona um requinte incomparável ao paladar. Esse creme é para ser usado com pão, tipo Nutella ©, mas eu tenho certeza que ficaria delicioso usado como recheio ou cobertura de bolo. Experimente com um pão com pouco açúcar, como um pão australiano, bem escuro.
  • Essa receita foi adaptada da revista ELLE à Table

  • ingredientes

  • 360 gramas de chocolate branco para cobertura
  • 120 gramas de creme de leite fresco
  • 1 fava de baunilha
  • 100 ml de azeite de oliva (eu prefiro aqui um extra-virgem italiano)
  •  
  •  
  • modo de preparo

  • 1.  Numa pequena panela, ponha o creme de leite fresco. Com uma faca afiada, parta a fava da baunilha no sentido do comprimento e retire as sementes com uma pequena colher. Eu gosto de usar a ponta de uma faca redonda. Ponha todas as sementes e a fava partida na panela com o creme de leite. Leve ao fogo médio e assim que ferver, desligue. Tampe a panela e deixe as favas dentro por no mínimo 30 minutos.
  • 2. Ponha o chocolate branco numa vasilha que encaixe em cima de uma panela. Ponha 2 dedos de água na panela e leve ao fogo baixo para derreter o chocolate em banho-maria. Quando o chocolate estiver bem amolecido, junte o creme de leite e misture bem devagar com uma espátula.  Use movimentos lentos pois não queremos incorporar ar no creme.
  • 3. Assim que o creme estiver homogêneo, com o chocolate todo derretido, retire do banho-maria. Deixe o creme ficar morno antes de adicionar o azeite, mexendo de vez em quando para não formar uma película na superfície. Use o melhor azeite que puder e mexa devagar até incorporá-lo todo. Ponha num vidro e leve a geladeira por no mínimo 24 horas para os perfumes se aprumarem.  Retire o pote da geladeira 10 a 15 minutos antes de usar.
  •  
  • Outra Boa Idéia: Abacate com Azeite de Baunilha

17 de outubro de 2009

  • Muitas pessoas cansam de rotina. Mas eu não tenho muito problema em admitir que adoro a minha.  Não sei se é meu lado canceriano, mas meu café da manha, por exemplo, é uma rotina importante. Já mencionei por aqui a importância da minha granola, e do meu café também. Só tomo café de manhã, mas gosto de tomar na mesma xícara, um velho mug americano.   Para quem me questiona eu respondo logo que, claro, há variações: por exemplo, na granola. Uma vez faço com óleo, outra com azeite, outra vez ponho damascos, outra vez omito-os. Mas na rotina do dia-a-dia, quando muitas vezes não queremos pensar no que vamos comer, a mesma granola , o mesmo velho mug, é um consolo. São coisas que posso comer e fazer de olhos fechados.
  • Bem mas de vez em quando, até eu acho graça em sair da rotina. E foi isso que aconteceu com essa panqueca de forno. Há alguns anos que faço essa panqueca de lanche para os filhos aqui em casa. E por motivos ainda não explicáveis, resolvi fazer uma para mim de café da manhã.  Como é de rápido preparo, enquanto a água do café esquentava, a panqueca assava. Em 20 minutos, eu estava na mesa com meu velho amigo e eterno consolo, meu mug, e uma frigideira inteira de panqueca . Já disse que os rebentos não estavam em casa e a panqueca era toda para mim??
  •  
  • Na falta de uma frigideira que vá ao forno, experimente com uma forma comum.
  • Serve 1 ou 2 pessoas, dependendo da sua generosidade.
  • ingredientes

  • 2 ovos
  • ½ copo de farinha
  • ½ copo de leite
  • 1 pitada de noz moscada
  • 3 colheres de sopa de manteiga
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • Limão

modo de preparo

  • 1. Aqueça o forno a 220°C. Numa pequena vasilha, misture com um garfo os ovos, a farinha, o leite e a noz moscada. Mexa até não haver traças de farinha.
  • 2. Ponha uma frigideira de aproximadamente 24 cms de diametro no forno quente com a manteiga. Espere 1 minuto até a manteiga derreter. Tire a frigideira do forno, esparramame a manteiga derretida por toda a frigideira, e entorne a massa. Volte-a ao forno e asse por 15 minutos. Retire rápido do forno, polvilhe com o açúcar e leve ao forno por mais 2 a 3 minutos. Sirva imediatamente com limão ou geléia. Mas eu prefiro limão.

Outra Boa Idéia:  Pancakes

« Página anterior - Próxima página »